Cidadeverde.com
Últimas

Entidades do Dirceu vão abraçar Teatro em apoio à nova diretoria JPII

Imprimir

Apesar de inúmeros manifestos a favor do ex-diretor do Teatro João Paulo II, Marcelo Evelyn, a mudança no comando da casa de espetáculos parece ter causado uma repercussão positiva nos artistas do bairro Itararé. Eles pretendem realizar um abraço simbólico no teatro em apoio ao novo diretor, Maneco Nascimento, que segundo eles, dará mais espaço para a comunidade.

“Tudo vai melhorar porque a nova direção quer trabalhar com o povo do Dirceu. Já entrou em contato com associação e grupos, o que era uma reivindicação antiga. Até porque nós é que há 25 anos lutamos pelo teatro”, analisa Maria dos Remédios da Silva, do grupo de Flagelo do Itararé e integrante do Departamento de Cultura da Associação de Moradores do Itararé (AMI).

Para Remédios a direção antiga dava muita atenção à cultura internacional em detrimento do que era feito no bairro. “Na minha opinião, havia pouca participação do povo. Marcelo (Evelyn) é um intelectual bem preparado, mas a comunidade não participava muito. Ele elevou o nome do teatro do Dirceu, isso é importante, não podemos negar mas a direção precisa envolver todas as entidades da região”, defende Remédios. Segundo ela, grupos de teatro, dança e artistas não tinham vez com a antiga administração do local.

“Queríamos uma participação maior desde a construção do teatro. Temos cinco grupos tradicionais, além dos de escolas, igrejas, de dança, de música, que poderiam estar utilizando o teatro, mas alguns chegaram a alugar salas para ensaiar porque não disponibilizavam no teatro”, aponta. De acordo com Remédios, agora os artistas do Dirceu terão um novo fôlego de acesso ao teatro.

Entre as medidas da nova direção está a criação de um conselho com grupos e comunidade para dar opinião sobre a casa de espetáculos. O abraço ao Teatro João Paulo II deve acontecer no dia 21 de abril.

Carlos Lustosa Filho
Tags:
Imprimir