Cidadeverde.com
Esporte

Rogério Ceni diz que torcedores não quiseram falar com ele em reunião

Imprimir

A relação de Rogério Ceni com a principal torcida organizada do São Paulo segue estremecida. O treinador disse ter se colocado à disposição para conversar com membros da Independente na terça-feira (16), quando 10 deles foram ao CT da Barra Funda. Segundo ele, no entanto, os torcedores recusaram a proposta e preferiram conversar apenas com os jogadores.

"De fato, eu não vi os torcedores. Quando me comunicaram que eles gostariam de conversar com os atletas, eu fui o primeiro a me colocar à disposição e disse que eu conversaria com os torcedores para que não houvesse a exposição dos atletas junto deles. 

Torcedores do qual eu defendi durante 25 anos trabalhando aqui, sempre fazendo o melhor pelo clube. Mas, infelizmente, eles não aceitaram falar comigo. Disseram que gostariam de falar somente com os jogadores, e a direção achou melhor que eles conversassem com os jogadores", afirmou Ceni, durante entrevista coletiva depois da vitória sobre o Palmeiras.

A volta de Ceni ao São Paulo não foi bem recebida pela Independente. Assim que o treinador foi anunciado como substituto de Crespo, a organizada publicou um texto nas redes sociais exigindo um pedido de desculpas de Ceni por causa de uma declaração dada quando era treinador do Flamengo dizendo que a torcida flamenguista era "diferente".

"Eu trabalhei no São Paulo por tantos anos e é um clube de massa, de presença do torcedor. Mas aqui, assim, é uma atmosfera diferente. Ser Flamengo", disse, no início do ano.

Na última terça-feira, cerca de 10 membros da Independente foram ao CT da Barra Funda pedir para falar com o elenco. Eles conversaram com os zagueiros Bruno Alves e Miranda, o lateral Reinaldo, o atacante Luciano e o coordenador de futebol Muricy Ramalho.

"Lamento o torcedor não conversar comigo porque eu conversei com ele durante 25 anos e eles deveriam pensar se tem alguém que defende mais esse clube do que eu defendi, que tenta fazer o melhor do que eu... depois de tanto tempo juntos... mas faz parte do processo. 

Os atletas receberam bem, parece que houve uma conversa cordial, eu não sei, mas pelo que me passaram foi algo tranquilo. Quem sabe em uma próxima oportunidade a gente possa conversar com todos os torcedores também", completou Ceni.

Fonte: UOL-FOLHAPRESS

Imprimir