Cidadeverde.com
Últimas

Casarão construído por escravizados é transformado em espaço cultural

Imprimir

A comunidade quilombola Olha D’água dos Negros, que fica situada a 18 Km de Esperantina, recebeu recentemente a restauração do casarão que leva o mesmo da região. O local se transformou em um espaço cultural. 

Em 2017, o professor Cineas Santos esteve no Casarão e mostrou, em reportagem na TV Cidade Verde, que a estrutura estava em ruínas. [Assista aqui]

“Quando fui lá estava assustador. A parte de trás estava toda caída e a parte da frente se sustentava numa forquilha que estava, literalmente, rachada”, lembra.

Fotos:João Albert/Secult

O Casarão Olho D´água dos Negros foi construído em 1847 e é tombado como Patrimônio Cultural do Piauí. O  professor Cineas, que também é presidente do Conselho Estadual de Cultura, acionou o Governo do Estado e provocou a restauração do local.

“Onde a coisa pública estiver deteriorada eu vou lutar da forma que eu puder para restaurar, para melhorar pois a coisa pública é coisa minha, sua e nossa. Era uma fazenda de Mariano Castelo Branco. Construiu esse casarão, uma típica casa de fazenda do Piauí com tudo. Produzia cana, arroz, mandioca, havia gado em abundância”, conta 


O secretário de Estado da Cultura, Fábio Novo, destacou que o casarão é do período escravocrata e diz muito da identidade da comunidade quilombola.

“A gente está aqui comemorando isso porque seu grito[de Cineas Santos] ecoou no Governo e claro que nós não deixaríamos acontecer um crime que seria deixar esse Casarão ruir. Um casarão histórico, tombo, de 1847 e que conta muito dessa comunidade quilombola. Agora é um memorial , abriga um quintal ecológico, aulas de capoeira, aulas de dança”, destaca Fábio Novo.


Da Redação
[email protected]

 

  • Untitled-7.jpg João Albert
  • Untitled-6.jpg João Albert
  • Untitled-5.jpg João Albert
  • Untitled-4.jpg João Albert
  • Untitled-3.jpg João Albert
Imprimir