Cidadeverde.com
Geral

Governador decreta situação de emergência administrativa no concurso da PM

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com 

O governo do Piauí emitiu um decreto que estabelece situação de emergência administrativa, por 90 dias, na realização do concurso da Polícia Militar do Piauí. As provas do certame estavam marcadas para o último domingo, mas acabaram adiadas por decisão da banca organizadora. A nova data ainda não foi divulgada.

O decreto, publicado na edição desta segunda-feira (06) do Diário Oficial do Estado, determina a elaboração urgente de novo cronograma de execução do concurso, além de estabelecer prioridade na tramitação dos processos relacionados ao certame, em todos os órgãos da administração direta e indireta. 

O decreto estabelece ainda a possibilidade de contratação direta de serviços e bens indispensáveis à realização do concurso por parte do Nucleio de Concursos e Promoção de Eventos da UESPI(Nucepe), banca organizadora. 

O decreto de emergência administrativa tem validade de 90 dias, podendo ser prorrogado pelo mesmo período de tempo. 

 

Clique e confira a íntegra do decreto

 

O concurso 

O concurso público da PM-PI prevê a seleção de 1000 soldados, com salário inicial de R$ 3.470. A prova objetiva estava marcada para o último domingo, 05 de dezembro, mas acabou adiada. 

Em comunicado oficial, a banca organizadora do certame alegou que, devido a confirmação de casos da variante ômicron no país e a grande quantidade de inscritos no concurso, é necessária uma "regorganização" da quantidade de candidatos em cada uma das salas onde será aplicada a prova. 

 

 

Natanael Souza
[email protected] 

Imprimir