Cidadeverde.com
Esporte

"Jogo das Estrelas" reuniu Marcelinho Carioca e Edílson Capetinha na manhã deste domingo

Imprimir
  • jogo_estrela_1_edit.jpg Cristian Sousa/TV Cidade Verde
  • jogo_estrela_2_edit.jpg Cristian Sousa/TV Cidade Verde
  • jogo_estrela_3_edit.jpg Cristian Sousa/TV Cidade Verde
  • jogo_estrela_4_eduit.jpg Cristian Sousa/TV Cidade Verde
  • jogo_estrela_5_edit.jpg Cristian Sousa/TV Cidade Verde

Os ex-jogadores de futebol Marcelinho Carioca e Edílson da Ferreira (Edílson Capetinha), chegaram em Teresina para participar do “Jogo das Estrelas”, que ocorreu na manhã deste domingo, às 10h, no clube do SINTUFPI. A presença dos ex-jogadores na partida especial reuniu atletas e torcedores fãs e amantes do futebol.

De acordo com o organizador do evento, Ary Santos, o principal objetivo do “Jogo das Estrelas” é promover o esporte no Piauí e trazer craques do futebol nacional para o estado.

“É promover o esporte no estado do Piauí. A gente tem, no meu modo de ver, muita dificuldade no esporte profissional aqui, para a gente ver grandes jogadores como Marcelinho e Edílson Capetinha a gente tem que ir pro Rio de Janeiro, São Paulo e eu, como ex-jogador, passei a fazer eventos esportivos. Devido a pandemia ficamos parados e hoje tivemos a oportunidade de trazer eles aqui para Teresina, para que eles cheguem aqui, para que os jogadores, torcedores os conheçam pessoalmente, é integrar o pessoal”, comenta Ary Santos.

Já para os craques da partida, o momento é de confraternização, carinho e respeito. Marcelinho Carioca conta que mesmo sem a desenvoltura de anos anteriores, o mais importante é se confraternizar com o público.

“Primeiro, alegria de poder estar aqui, sendo tratado com honraria. Teresina é uma capital que merece respeito. E o momento de confraternização, futebol que é nossa praia, onde não tem mais aquela desenvoltura, você perde aquelas valências físicas, mas o mais importante é o carinho, respeito, amizade e a confraternização”, conta Marcelinho.

E para Edílson Capetinha, o evento é uma oportunidade de dessa vez, ir até os torcedores que acompanharam suas carreiras.

“Eu acho isso muito legal, porque a gente tem a oportunidade de estar próximo aos torcedores, que torceram por nós durante toda a nossa carreira e não tiveram a oportunidade de estar próximo. E hoje, a gente pode rodar o Brasil inteiro ir até esses torcedores, estar próximos deles, jogar com eles e aqui em Teresina, a gente dispensa até comentários, do tanto de carinho que o povo tem com a gente”, explica Edílson Capetinha.

Marcelinho Carioca ficou conhecido por suas habilidades em cobranças de falta, sendo considerado um dos melhores batedores de falta da história do futebol brasileiro, lhe rendendo o apelido de "Pé-de-Anjo". Considerado por muitos o maior ídolo da história do Corinthians, Marcelinho marcou 206 gols em 433 partidas, incluindo 59 gols de falta, se tornando o quinto maior artilheiro da história do clube.

Edílson Capetinha é um comentarista esportivo e ex-jogador de futebol. Entre as décadas de 1990 e 2010, integrou equipes campeãs e grandes clubes no Brasil, como Palmeiras, Corinthians, Flamengo e Cruzeiro. Esteve na Seleção Brasileira em 2002, ano do pentacampeonato na Copa do Mundo.

Neste domingo, o “Jogo das Estrelas” ocorreu no clube do SINTUFPI e foi aberto ao público respeitando os protocolos de segurança contra a Covid-19.  


Da Redação
[email protected] 

 

Imprimir