Cidadeverde.com
Geral

Professora aprende a montar a cavalo para levar atividades escolares

Imprimir

O esforço de uma professora se tornou um presente para uma pequena comunidade rural do município de Timon, no Maranhão. Com as aulas presenciais suspensas por causa da pandemia, Solange Araújo arrumou uma forma de entregar as atividades escolares para crianças e adultos que frequentam a escola municipal Dona Sinhara, no povoado Castelo, distante 18 km do centro de Timon.

Para alcançar comunidades de difícil acesso, a professora adotou uma estratégia diferente. Ela pediu um cavalo emprestado a um vizinho e resolveu encarar o desafio de ir pessoalmente até os alunos e garantir que todos recebessem as atividades escolares. 

“Arrumei um cavalo com um vizinho meu e fui a essa comunidade, por conta de não ter estrada para ir. O único acesso naquele momento era o cavalo. Pedi emprestado e fui entregar as atividades para eles, para que eles tivessem o mesmo direito”, contou Solange. 

A escola Dona Sinhara atende cerca de 30 povoados da zona rural de Timon. Graças ao esforço da professora Solange, os estudantes tiveram a oportunidade de seguir realizando as atividades ao longo da pandemia. 

“A felicidade deles quando eu cheguei e a admiração foi bem grande. As famílias ficaram muito felizes, por perceber que eles eram importantes também”, ressaltou a professora.

Natal Cidade Verde

A história de Solange faz parte da campanha "Natal Cidade Verde: o melhor presente é você".

Até a próxima sexta-feira, dentro da programação de jornalismo da emissora, os telespectadores serão apresentados à histórias emocionantes de pessoas que se tornaram verdadeiros presentes para outras pessoas. 

 

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir