Cidadeverde.com
Entretenimento

Leonardo DiCaprio foi contra cena de Meryl Streep nua em filme, diz diretor

Imprimir

Crédito: FramePhoto/Folhapress

 

Uma cena do filme "Não Olhe para Cima", que chega à Netflix em 24 de dezembro, chocou um de seus principais atores. Segundo o diretor Adam McKay, Leonardo DiCaprio não gostou de uma aparição da personagem de Meryl Streep nua, com uma tatuagem nas costas.

Em entrevista ao jornal The Guardian, publicada nesta segunda-feira (13), o cineasta foi questionado sobre o momento, e a reação da própria Meryl. "Ela é destemida. Mas sim, é uma dublê de corpo [no lugar da atriz]", contou McKay. "Sabe quem teve um problema com [a cena]? Leo [DiCaprio]."

"Leo vê a Meryl como realeza do cinema, embora realeza talvez não seja um elogio... Mas como uma figura especial na história do cinema", continuou o diretor. "Ele não gostou de ver ela com a tatuagem na parte inferior das costas, andando nua por um segundo. Ele me disse algo como, 'você realmente precisa mostrar isso?'"

Para acalmar o ator, Adam McKay argumentou: 'Eu falei, 'é a presidente Orlean [personagem de Streep no longa], não é a Meryl Streep'. E ela nem piscou. Ela nem mencionou [a cena]".

No filme satírico, a atriz de 72 anos interpreta uma presidente dos Estados Unidos que parece indiferente à ameaça de destruição total do planeta descoberta pelo personagem de DiCaprio, um professor de astronomia chamado Randall Mindy. Ele, junto a uma aluna de graduação (Jennifer Lawrence), encontram um cometa do tamanho do Monte Everest vindo em direção à Terra.

A dupla de astrônomos tem apenas seis meses para alertar as autoridades, a mídia, e quem mais possa ajudar a impedir o fim do mundo. Mas ninguém parece se importar o suficiente para isso.

Na entrevista, McKay –diretor de "A Grande Aposta" e "Vice"– falou sobre como reuniu um elenco com tantas estrelas de Hollywood (Cate Blanchett, Jonah Hill, Ariana Grande e Timothée Chalamet também estão no longa). "Eu tinha algumas pessoas que queria logo do início. Eu escrevi os papéis para Jennifer Lawrence e Rob Morgan [que interpreta um cientista da Nasa]. Eu tinha Meryl Streep em mente, mas você nunca ousa pensar que realmente vai conseguí-la. Quando ela aceitou, virou um efeito cascata."

O diretor ainda contou que foi inspirado pelas revelações do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas e outros estudos sobre a crise do clima. "Eu estava tentando encontrar uma forma de comunicar quão insano esse momento é", explicou.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir