Cidadeverde.com
Esporte

Com parte do elenco, Atlético-MG desembarca em BH com a taça da Copa do Brasil

Imprimir

Agora bicampeão da Copa do Brasil, após a vitória por 2 a 1 sobre o Athletico-PR por 2 a 1, em Curitiba, parte do elenco do Atlético-MG desembarcou no Aeroporto Internacional de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte, no início da manhã desta quinta-feira, por volta de 6h20. 

Foto - Atlético-MG - Divulgação

Na bagagem, a delegação levou a taça da competição nacional, vencida pelo clube mineiro pela segunda vez - a primeira foi em 2014.

Voltaram para Belo Horizonte os zagueiros Réver e Igor Rabello, os meias Dylan Borrero, Nacho e Zaracho e o atacante Hulk e Savarino, entre outros membros da comissão técnica e da diretoria.

Alguns, como é o caso do treinador Cuca, só retornarão à capital mineira na reapresentação para a pré-temporada de 2022, marcada para começar no dia 17 de janeiro

Desta vez, foram poucos os torcedores que se deslocaram ao aeroporto para acompanhar a chegada dos atletas. Um dos jogadores que desembarcou em Belo Horizonte, Igor Rabello disse que a noite de quarta-feira e a madrugada de quinta foram de bastante festejo.

"A noite foi bem intensa ontem (quarta). Agora é cada um comemorar com sua família, aproveitar para descansar bastante", afirmou.

A diretoria do Atlético-MG não preparou nenhuma comemoração oficial na capital mineira. Mas a festa da torcida começou ainda antes do jogo de quarta-feira. Com o duelo realizado em Curitiba, vários bares de Belo Horizonte receberam os atleticanos no decorrer da noite. 

Após a confirmação do título, a maior concentração pelas ruas foi em frente à sede administrativa do clube, no bairro de Lourdes. Houve foguetório no local. No ginásio Mineirinho, a partida foi transmitida em um telão, com atrações musicais desde o início da noite.

Outros pontos de comemoração foram registrados em pontos tradicionais de Belo Horizonte: na avenida Olegário Maciel, região Centro-Sul, onde fica localizada a sede do clube, e também na Praça Sete, no centro da capital mineira.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir