Cidadeverde.com
Esporte

São Paulo vence Santos em clássico emocionante e é campeão da Ladies Cup

Imprimir

O São Paulo venceu o Santos por 3 a 2 neste domingo (19) e se tornou campeão da primeira edição da Brasil Ladies Cup, torneio que encerra a temporada de 2021 do futebol feminino.

Foto - Gabriela Montesano / saopaulofc.net

Duda, Naná e Thaís marcaram para o clube tricolor na final disputada no Allianz Parque, enquanto Brena e Ketlen diminuíram para as santistas.

O título coroa uma campanha invicta e de 100% de aproveitamento. O São Paulo venceu Ferroviária, América de Cali (COL) e Internacional na primeira fase, por 1 a 0 nas três ocasiões, e agora levou a melhor no clássico.

Desde cedo, a finalíssima foi movimentada e com boas chances. O São Paulo começou mais ofensivo: logo no primeiro minuto, exigiu boa defesa de Camila.

Aos nove, Naná quase alcançou uma bola rasteira na pequena área. Aos 18 minutos, a volante Cris achou linda infiltração para Naná, que parou em nova defesa de Camila. Já o Santos não conseguia escapar em contra-ataques.

De tanto insistir, o time tricolor desencantou aos 31 minutos, quando Giovana tabelou pela direita, botou na frente e cruzou na medida para Duda dominar e fazer o primeiro.

Dono do jogo, o São Paulo ampliou em seguida após jogada muito bem trabalhada com passes rápidos, assistência de Micaelly e finalização de Naná -a primeira no travessão, e o rebote no cantinho.

O Santos só criou perigo real pouco antes do intervalo, explorando as jogadas pelos lados. Carlinha defendeu chute forte de Brena aos 44. Na sequência, a própria Brena cabeceou para diminuir o placar, mas o gol foi anulado por impedimento.

Na terceira chance, a santista não perdoou: em contra-ataque no comecinho da etapa final, Cristiane foi acionada na esquerda, levantou a cabeça e deu lindo passe para Brena chegar de trás e diminuir o placar.

O São Paulo correu risco de tomar empate, mas descolou um escanteio aos 14 minutos, fez o terceiro gol com a zagueira Thaís e voltou a esfriar o jogo. A tranquilidade durou pouco, porque o Santos pagou na mesma moeda aos 31: escanteio na área, e gol de Ketlen para diminuir.

Cristiane chegou a passar pela goleira e ter a bola do empate nos pés, aos 40 minutos, mas desperdiçou sua melhor chance na partida. Daí em diante o São Paulo conseguiu baixar a velocidade do jogo, administrar o placar e garantir o título.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir