Cidadeverde.com
Geral

Obra do canal do Matadouro volta a ser retomada neste ano

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

A obra de finalização do canal do Matadouro, zona norte de Teresina, está sendo retomada neste final de ano. No local, a operação havia sido paralisada por conta da pandemia.

De acordo com Programa Lagoas do Norte, a previsão é que o canal do Matadouro seja finalizado no primeiro semestre de 2022 e estão sendo investidos R$ 3 milhões na finalização com recurso do Banco Mundial.

A obra tem significativa relevância para a drenagem das águas das chuvas que chegam de bairros situados mais acima e correm para as lagoas. Antigamente, o canal era obstruído pelo acúmulo de lixo e as famílias que viviam na região sofriam com enchentes, doenças e falta de saneamento.

Na primeira etapa da obra, as residências situadas no meio do canal e que anualmente eram inundadas, foram desapropriadas e as famílias foram transferidas para outras casas. Aquelas residências que ainda permaneceram, receberam melhorias estruturais, como a construção de muros e drenagem.

Ainda de acordo com o Programa Lagoas do Norte, foram realizadas ações de terraplanagem e estruturação do canal para que ele possa receber as águas das chuvas e fazer o escoamento até as lagoas de forma adequada, sem adentrar às casas.

Foram implementadas ainda estruturas para que as pessoas possam atravessar de um lado para outro do canal, 4,3km de esgotamento, asfaltamento e pavimentação de ruas com paralelepípedos.

Nesta segunda etapa, a drenagem agora se concentrará nos dois últimos setores do terreno mais próximos da lagoa e serão realizadas obras de urbanização, conclusão de terraplenagem e aterro, inclusão de equipamentos públicos como lixeiras, bancos, iluminação, pavimentação, aparelhos de ginástica e brinquedos.

Segundo o diretor-geral do Programa Lagoas do Norte, Bruno Quaresma, a primeira etapa da obra já trouxe benefícios à população.

“Antes mesmo de ser concluída, essa obra já representa uma mudança significativa na vida das pessoas porque a água das chuvas já está controlada com o que foi feito. Agora, estamos retomando para finalizar alguns pontos de drenagem e fazer a urbanização”, explica o diretor.

Bruno Quaresma afirma ainda que o local se transformará em um ponto de convivência comunitária e prática de esportes.

O Canal do Matadouro era um local de acúmulo de lixo e estamos trabalhando para que ele se transforme em um ponto de prática esportiva e de convivência comunitária, integrado ao Parque Lagoas do Norte, beneficiando não apenas a comunidade que mora no entorno, mas todos aqueles que visitarem”, ressalta.

 

Da Redação
redaç[email protected]

Imprimir