Cidadeverde.com
Últimas

Irmão de vereador é morto ao reagir a abordagem policial no Norte do Piauí

Imprimir

Fotos: Divulgação/Polícia Militar 

Atualizada às 12h00

Um homem de 37 anos, identificado como Rodrigo Ivis de Amorim, foi morto durante uma abordagem policial no município de Buriti dos Lopes, a 281 quilômetros de Teresina. O caso aconteceu na manhã desta segunda-feira (27), por volta das 5h, nas proximidades de um posto de combustível.

A vítima é irmão do vereador de Buriti dos Lopes, Juscelino Val (PL). 

Segundo a capitã Ruthinéia Santos, do 2º Batalhão da Polícia Militar, os policiais foram acionados após receberem uma ocorrência de perturbação do sossego público no local. “Lá estariam cinco indivíduos, três homens e duas mulheres, com carro e o som ligado e eles foram advertidos”, explicou.

Ainda de acordo com a capitã, ao serem advertidos, Rodrigo Ivis teria sacado uma arma e tentado disparar contra a guarnição.

“Quando eles foram advertidos pela polícia, um deles saiu correndo e quando ele chegou, aproximadamente a 30 metros da guarnição, ele se virou e sacou a arma dele e a polícia revidou”, acrescenta Ruthinéia Santos.

O comandante do Grupamento da Polícia Militar de Buriti dos Lopes, tenente A. Rodrigues, informou ainda que pela munição da arma de Rodigo Ivis ter ficado presa, o homem não conseguiu efetuar os disparos contra a polícia.

“A munição da arma dele estava enganchada e por essa razão ele não conseguiu atirar no PM. Quando ele sacou a arma, o PM já foi se defender e por essa razão aconteceu o óbito”, acrescenta o comandante.

Com o homem, foram encontrados além da pistola que estava carregada, munições extras, trouxas de substância análoga a maconha e uma quantia em dinheiro. A PM relatou ainda que Rodrigo Ivis já tem passagens pela polícia por outros crimes como tráfico, resistência à prisão e porte de arma.

Equipes do Instituto Médico Legal (IML) foram acionadas ao local para fazer a remoção do corpo do homem. A Policia Civil de Buriti do Lopes também investigará o caso. 

Familiares ouvidos pelo portal Cidadeverde.com questionam a versão apresentada pela Polícia Militar e afirmam que Rodrigo Ivis não teria reagido a abordagem policial. 

 

Rebeca Lima
[email protected] 

 

Imprimir