Cidadeverde.com
Política

Governo assina protocolo para o plantio de 1 milhão de árvores no Piauí

Imprimir

O governador Wellington Dias (PT) assinou nesta quarta-feira (12) um protocolo de intenções com a Enel Green Power - empresa que atua no Piauí na produção de energia renovável - para o plantio de 1 milhão de novas mudas de árvores em áreas de preservação do estado. A solenidade aconteceu no final da manhã na residência oficial.

“Esse protocolo significa a garantia de que a empresa Enel do Brasil - grande investidora na área de energia renovável - agora se compromete plantar 1 milhão de árvores e feito isso de forma integrada”, disse o governador, ressaltando que a empresa investe cerca de R$ 3 bilhões no Piauí.

De acordo com a empresa, a ação deve começar a ser executada ainda este ano, como medida compensatória resultante dos licenciamentos ambientais de empreendimentos da Enel Green Power. O trabalho envolve ações de coleta, banco de sementes, plantio e acompanhamento, além do serviço de trabalhadores rurais. O plantio utiliza recursos referente à compensação ambiental que é obrigatoriedade da empresa de forma a cumprir a legislação tanto estadual quanto federal.

Foto: Ccom

Segundo o governador, a meta é o Piauí alcançar o plantio de 5 milhões de árvores nos próximos 5 anos, graças ao programa de desenvolvimento ambiental, o Pro Verde Piauí.

Foram assinados dois decretos estaduais, um deles trata da regulamentação do Fundo Estadual de unidade de conservação em que os recursos das compensações ambientais devem ser destinados para que se possa fazer uma preservação em parques estaduais e áreas de preservação ambiental. 

“Um decreto que fizemos hoje vai facilitar a vida do empreendedor com a criação do fundo para conservação de unidades de conservação ambiental. São 3,1 milhões de hectares que temos que cuidar. Pessoas físicas e jurídicas podem ajudar”, declarou.

Outro decreto é referente à gestão de resíduos sólidos, que vai regulamentar o procedimento da logística reversa que consiste na empresa geradora dos resíduos sólidos ter a obrigatoriedade de recolher suas embalagens e seus resíduos para fazer um posterior reaproveitamento. Dessa forma se faz um controle melhor do lixo, tornando mais eficiente a gestão dos resíduos sólidos no Piauí.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir