Cidadeverde.com
Geral

Piauí atinge menor número de leitos de UTI Covid desde o início da pandemia

Imprimir


O Piauí alcançou no último dia 7 de janeiro a menor quantidade de leitos de UTI exclusivos para Covid-19 desde o início da pandemia.  Na data, o estado contava com 128 UTIs, nas redes pública e privada, 20 a menos do que os 148 que existiam em março de 2020. 

Em uma semana, foram abertos mais 11 leitos na rede hospitalar piauiense, alcançando nesta sexta-feira (14) a marca de 139. Mesmo assim, o número ainda é menor do que o existente no início da pandemia, em março de 2020. 

Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), atualmente o Piauí tem 65% de ocupação nos leitos de UTI. 

Com o aumento do número de casos de síndrome gripal e Covid-19, a ocupação voltou a crescer e a tendência é que mais vagas na rede hospitalar passem a ser disponibilizadas. 

Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Saúde explicou que a diminuição de leitos exclusivos para pacientes com covid-19  se deve à diminuição de casos novos da doença e necessidade de ampliar o número de cirurgias eletivas. 

Ainda segundo a Sesapi, os leitos serão reabertos caso seja necessário. 

O documento diz ainda que o Comitê de Operações Emergenciais (COE) está acompanhando a situação e realizando reuniões para discutir sobre a necessidade de mais leitos para tratar pacientes com a Covid-19. 

Hospital do Monte Castelo 

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) vai disponibilizar, a partir da próxima semana, mais 10 leitos de UTI específicos para síndrome respiratória aguda grave e síndromes respiratórias no Hospital do bairro Monte Castelo, zona Sul de Teresina. A reorganização da rede hospitalar pública municipal se deve ao aumento dos casos de síndrome gripal em Teresina.

Com esse acréscimo, o hospital passa a oferecer 20 leitos de UTI além dos 31 leitos de enfermarias e volta a atender exclusivamente os casos de síndromes gripais e síndrome respiratória aguda grave e Covid.  O Hospital do Monte Castelo funciona 24 horas. 


Natanael Souza
[email protected] 

 

Imprimir