Cidadeverde.com
Esporte

Botafogo vence terceira seguida nos pênaltis e chega nas quartas da Copinha

Imprimir

O Botafogo passou pelo São José-RS, na segunda fase, e pelo Taubaté, na terceira, nos pênaltis. O bom aproveitamento nas cobranças foi mantido neste domingo (16).

Foto - Fábio de Paula/Botafogo

Depois de um empate contra o Resende por 1 a 1 no tempo normal, o Glorioso conseguiu sua classificação às quartas da Copinha ganhando por 5 a 4 nas penalidades.

Na próxima fase, o time enfrenta o vencedor do confronto entre Novorizontino e América-MG. Segundo o regulamento, o duelo das quartas deve acontecer entre terça (18) e quinta (20).

Com a dificuldade da bola rolar no estádio Nicolau Alayon, os dois times apostaram nas bolas longas, até para evitar a troca de passes no campo defensivo. Aos 15, Maranhão teve a primeira grande chance para o Botafogo, porém tocou por cima do gol.

O Botafogo conseguia levar mais perigo e, no final da primeira etapa, obrigou o goleiro Sales, do Resende, a fazer duas defesas, a segunda de forma espetacular. Aos 36, Maranhão tentou de primeira e parou no arqueiro. Aos 44, foi a vez de ele cruzar para Tigrão. 

O camisa 9 do Glorioso se antecipou a marcação e bateu de primeira, na marca do pênalti, mas o guardas-redes mostrou todo seu reflexo para conseguir tocar na bola, que ainda bateu na trave.

Após um primeiro tempo com poucas chances, a segunda etapa já começou com bola na rede para o time do interior. Aos 2, João Felipe soltou uma bomba de direita de fora da área. O goleiro Barreto, do Botafogo, ainda conseguiu evitar o gol, contudo Léo Pedro aproveitou o rebote e mandou para o fundo da rede.

A resposta do Glorioso demorou apenas quatro minutos. Principal nome do Fogo no jogo, Maranhão, de cabeça na segunda trave, deixou tudo igual após cruzamento de Raí da esquerda.

Depois dos gols, o ritmo do duelo foi caindo, aos poucos. O time da capital carioca ainda mostrou mais iniciativa, contudo errou muito na pontaria e não teve uma grande oportunidade para fazer o segundo.

Os treinadores economizaram nas alterações: o Resende fez duas de uma vez aos 20 e o Bota só foi mudar aos 36, quando Carlos Henrique entrou.

Raí fez para o Glorioso e Léo Pedro anotou para o Resende. Na segunda batida, Sales pulou na sua direita e evitou o gol de Wendel Lessa. 

Contudo, Brendon desperdiçou a chance de deixar o Resende na vantagem em seguida, tocando para fora. Logo após, Reydson, Kauê e Maranhão fizeram para o Botafogo, enquanto Douglas, Medina e Halls, mesmo escorregando, também confirmaram para o Resende.

Com isso, a decisão foi para as cobranças eliminatórias alternadas. Kawan confirmou a batida para a Estrela Solitária e Feth acertou o travessão, encerrando o confronto.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir