Cidadeverde.com
Esporte

Palmeiras domina primeiro tempo, bate Inter e chega às quartas da Copinha

Imprimir

Nas oitavas de final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Palmeiras venceu o Internacional por 2 a 1 nesta segunda-feira (17), no Distrital do Inamar, em Diadema (SP).

Verdão chega invicto nas quartas de final (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)

O time alviverde foi muito superior no primeiro tempo, quando abriu 2 a 0 com Jhonatan e Lucas Flores, contra, e ainda perdeu um pênalti com Pedro Bicalho. O clube colorado equilibrou na segunda etapa e descontou com Lucca.

Na próxima fase, as quartas, o Palmeiras terá pela frente o ganhador da partida entre Oeste e Canaã, que acontece ainda nesta segunda, às 17h30.

O Palmeiras não deu chances ao Inter na primeira etapa. O time paulista controlou a partida desde o primeiro minuto, ocupando o campo de ataque e pressionando o adversário. O clube apostou principalmente nas jogadas trabalhadas pelo setor direito, onde teve mais espaço e foi superior.

Logo aos seis minutos, a equipe abriu o placar com Jhonatan. Giovani avançou pela direita, trouxe para o meio e, quando perdeu o domínio da bola, viu ela ficar com Jhonatan, que bateu de primeira. João Pedro ainda desviou, mas não evitou o primeiro gol.

O Palmeiras ainda avançou aos 14, com Pedro Bicalho. O capitão alviverde cruzou, e Jhonatan cabeceou para baixo, obrigando Lucas Flores a saltar no canto para evitar o segundo.

Após a parada para hidratação, aos 30 minutos, o Palmeiras voltou com tudo e Giovani sofreu um encontrão dentro da área e ficou reclamando de um pênalti, aos 32. No entanto, o segundo gol veio apenas aos 43, após cobrança curta de escanteio.

Garcia achou Jhonatan, que cruzou na pequena área. Para evitar que a bola chegasse em Vitinho, Lucas Ryan tentou o corte, porém acertou o goleiro Lucas Flores, que havia se jogado para tentar o corte. Com isso, o defensor acabou marcando contra.

As crias da Academia ainda tiveram chance de ampliar na primeira etapa. Guilherme Varjão tocou com o braço na bola, após tentativa de domínio de Gabriel Silva. Pedro Bicalho foi para a batida e parou em Lucas Flores, que saltou no lado esquerdo.

A equipe gaúcha veio com três mudanças para a segunda etapa. Com Samuel, Lukayan e Leonardo, o Inter tentou propor mais o jogo para buscar ao menos o empate.

Com 21 minutos, o treinador João Miguel ainda fez mais duas mudanças, colocando Bernardo e Vitinho em campo. As trocas tiveram efeito, e o time melhorou muito.

A primeira boa iniciativa para marcar veio após falta cobrada por Estêvão da intermediária. João Pedro cabeceou por cobertura na segunda trave e o goleiro Mateus, com a ponta dos dedos, tocou na bola que ainda bateu no travessão antes de sair.

O gol veio aos 25 minutos. Alisson achou belo passe para Lucca no meio da zaga. O centroavante do Inter girou e bateu no canto esquerdo, sem chance de defesa para Mateus.

Com o placar apertado, a partida esquentou nos minutos finais em Diadema. Endrick tentou fazer de bicicleta aos 27, mas não calibrou bem o pé e mandou sem direção. Pouco depois, a resposta veio com Vitinho, em um chute cruzado.

Aos 40, o travessão impediu o empate do Inter. Estêvão soltou uma bomba de fora da área e, por muito pouco, não fez o segundo. O árbitro deu seis minutos de acréscimos, entretanto, o Palmeiras conseguiu ficar com a bola, esfriar a pressão e garantir a vaga.

Atual campeão do torneio, o Internacional voltou a campo com a mesma formação da última partida, quando empatou sem gols com a Portuguesa e avançou ao vencer por 5 a 3 nos pênaltis. O técnico João Miguel manteve a formação com dois pontas e Lucca mais centralizado no ataque.

Os jogadores colorados que atuaram foram Lucas Flores; Guilherme Varjão (Bernardo), João Pedro, João Félix (Adriel) e Lucas Ryan (Samuel); Bizescki (Lukayan), Gustavo (Vitinho) e Allison; Estêvão, Jonathan (Leonardo) e Lucca.

Já pelo lado alviverde, mesmo tendo o atacante Endrick à disposição, o técnico Paulo Victor, assim como na vitória por 3 a 0 sobre o Atlético-GO, colocou a jovem promessa de 15 anos na partida apenas aos 22 do segundo tempo.

O comandante também optou por repetir a escalação. Assim, a equipe paulista que entrou em campo teve Mateus; Garcia, Naves, Lucas Freitas e Vanderlan (Pedro Lima); Fabinho, Pedro Bicalho e Jhonatan (Ian); Vitinho, Giovani (Kevin) e Gabriel Silva (Endrick).

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir