Cidadeverde.com
Últimas

Crianças ganham 'certificado de heroísmo' durante vacinação em Teresina

Imprimir

Foto: Semcom/PMT

Teresina iniciou nesta terça-feira (18) a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19. A abertura da nova etapa da imunização foi realizada na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Santa Isabel, zona Leste de Teresina. No local, pais e mães comemoraram a aplicação das vacinas. 

Após receberem a dose do imunizante, as crianças também ganharam um certificado de heroísmo, como forma de reconhecimento pela coragem. 

Um menino de 11 anos, com transtorno do espectro autista (TEA), foi a primeira criança a receber a vacina contra a covid-19 em Teresina. Marcus Barbosa Monte recebeu a dose do imunizante da Pfizer na manhã desta terça-feira (18), também na UBS do bairro Santa Isabel. 

 

Foto: Paula Sampaio

André Camarço e o pai, Wellington Camarço

André Camarço, de 10 anos, tem de diabetes tipo 1 e foi um dos primeiros vacinados em Teresina na nova faixa etária da campanha. O arquiteto Wellington Camarço, pai do menino, afirmou a família teve que criar uma verdadeira “barreira” durante a pandemia e vê o início da vacinação como uma “chave” para que o filho possa voltar a experimentar uma vida normal. 

Wellington Camarço também fez um apelo para aquelas pessoas conhecidas como “negacionistas”, ou seja, que tem posto à prova a segurança e eficácia das vacinas contra o coronavírus. 

“Só quero apelar a essas pessoas pela vida dos seus filhos, já que ele não preserva a sua vida, mas pelo menos que tenha a responsabilidade de zelar pela vida de seu filho, que essa não lhe pertence, apenas foi dado o direito e o dever de cuidar. Então, se ele não quer vacina para ele, mas o filho dele é obrigado. É nosso futuro”, afirmou. 

Já o menino André ficou tímido diante das câmeras, mas confirmou ao Cidadeverde.com a animação por agora estar imunizado contra a Covid-19. 

Lucas Ironaldo da Silva, 10 anos, foi outra criança vacinada nesta manhã. Ele portador do Transtorno de Espectro Autista (TEA), TDH e Hiperatividade. 

O menino estava temoroso pela agulha antes de receber a vacina, mas logo após, não disfarçava a felicidade após ter recebido a primeira dose. A mãe dele, Fabricia Naiane, relatou que a imunização contra o coronavírus representa uma sensação de segurança pela vida do filho. 

“Foi muita emoção e felicidade. Era um omento muito esperado por todas as mães e para mim não seria diferente. Vamos nos sentir mais seguros em saber que ele está agora imunizado e vai dar um ar de segurança pra gente”, relatou.

A vacinação para crianças na capital está ocorrendo por meio de agendamento através do site ‘Vacina Já’ da Fundação Municipal de Saúde (FMS). No posto de vacinação os pais deverão apresentar CPF, cartão de vacina e documento que comprove o grupo ao qual a criança pertence. 

Teresina aguarda chegada de vacinas 

O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, afirmou que a capital está na expectativa pela chegada me mais doses para avançar com a imunização das crianças. 

Segundo ele, existem pelo menos 91 mil crianças na faixa estaria de cinco a onze anos em Teresina. Destas, 9.1 mil são possuem deficiência ou comorbidades, e recebem a imunização primeiro. 

A expectativa do município é de concluir esta primeira etapa e iniciar a segunda até a próxima quarta-feira (26). 

“Se recebermos até amanhã conseguiremos fazer quinta e sexta o dobro do que estamos fazendo hoje. No caso, terminaríamos na terça-feira todas as crianças com deficiência e comorbidades e se chegarem mais doses na quarta-feira já começaríamos pela idade normal de 11 anos e aí baixaríamos a idade. Essa é a estratégia que vamos seguir”, explicou.

O prefeito Dr. Pessoa marcou presença na UBS durante o início da manhã e reforçou sobre a importância do trabalho dos profissionais de saúde do município durante a imunização. 

“O Piauí e Teresina são o melhor estado e capital em vacinação contra a Covid-19 e contra as variantes. O secretário dr. Gilberto é um cidadão que conhece com profundidade e está focado na vacinação de dia, tarde e noite. Então, estamos satisfeitos porque quem está na linha de frente, os colegas profissionais de saúde estão cumprindo seus deveres”, pontuou.

 


Flash Paula Sampaio
[email protected] 

Imprimir