Cidadeverde.com
Cidades

Coren decreta interdição ética na Unidade Mista de Saúde de Caracol

Imprimir
  • coren12.jpg Ascom/Coren
  • coren11.jpg Ascom/Coren
  • coren10.jpg Ascom/Coren
  • coren9.jpg Ascom/Coren
  • coren8.jpg Ascom/Coren
  • coren7.jpg Ascom/Coren
  • coren6.jpg Ascom/Coren
  • coren5.jpg Ascom/Coren
  • coren4.jpg Ascom/Coren
  • coren3.jpg Ascom/Coren
  • coren2.jpg Ascom/Coren
  • coren1.jpg Ascom/Coren


O Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (Coren) decretou interdição ética na Unidade Mista senador Dirceu Mendes Arcoverde no município de Caracol (a 605 km de Teresina), na manhã desta terça-feira (25). 

Durante vistoria foram constatadas condições precárias de funcionamento e a ausência de um enfermeiro responsável e de um profissional 24 horas.

Com a interdição ética, os profissionais da área de enfermagem não podem trabalhar e os serviço ficam suspensos na Unidade Mista de Caracol por tempo indeterminado. Os atendimentos médicos não sofrem alteração. 

O relatório do Conselho mostra que a Unidade Mista, que atende a população de Caracol, apresenta uma estrutura física danificada. Entre os problemas flagrados está infiltrações no teto e paredes, mobília enferrujada e falta de conservação das enfermarias e área que seria destinada a repouso não dispõe de sequer de água para os sanitários.

Segundo o presidente do Coren-PI, Antônio Neto, com a interdição ética, os profissionais de enfermagem que atuam no local, estão impedidos de trabalhar até que a situação seja corrigida.  

“No local constatamos que a Unidade só possui técnicos em enfermagem, não há enfermeiro responsável, nem enfermeiro 24h. Não há lavatório e não possui local para repouso, de acordo com a lei”, explicou.

Ainda de acordo com o presidente do Coren-PI, o prefeito de Caracol pediu que fosse retirado os termos da interdição. “Ele não pode descomprimir uma determinação, que já foi publicada no Diário Oficial. O que ele poderia ter feito era ter entrado em contato para entender os termos da interdição para providenciar as melhorias”, disse.

O CidadeVerde.com entrou em contato com a Prefeitura de Caracol, mas não obteve retorno.

 

Da Redação
[email protected]

 

 

Imprimir