Cidadeverde.com
Geral

Sesapi anuncia mais dez leitos de UTI em Teresina e ampliação no interior

Imprimir

Foto: Divulgação/Sesapi

A Secretaria de Saúde do Piauí (Seapi) anunciou, nesta sexta-feira (4), a ampliação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) do o Hospital Getúlio Vargas (HGV), em Teresina, que ficará com um total de 20 a partir da próxima segunda-feira (7). Segundo a pasta, a medida deve aumentar a capacidade de atendimento de pacientes com quadros graves da covid e de demais síndromes gripais.

“Sempre que houver necessidade, vamos aumentar o número de leitos clínicos e de UTI que atendem Covid ou Síndromes Respiratórias”, afirmou Alderico Tavares, superintendente daúltima terça-feira (1), a taxa de ocupação dos leitos  rede de média e alta complexidade da Sesapi.

Até a de UTIs nas unidades hospitalares do estado era de quase 90%, um dos mais altos dos últimos meses. A situação era ainda mais crítica considerando apenas os hospitais em municípios do interior piauiense, que chegavam a 98% dos leitos ocupados. Por conta disso, a Sesapi tam expandido a rede nas regiões mais críticas.   

Na capital, o Hospital da Polícia Militar (HPM) o dez leitos gerais passaram a atender somente casos de síndrome respiratória aguda grave, enquanto o Hospital Infantil Lucídio Portella(HILP) recebeu recentemente mais seis leitos com suporte respiratório. No Instituto de Doenças Tropicais Natan Portella foram seis leitos de cuidados intermediários respiratórios.

No interior, o Hospital Dirceu Arcoverde (HEDA), em Parnaíba, chegou a 20 leitos de UTIs. Na região de Picos, foram mais oito leitos voltados para o atendimento de síndromes respiratórias agudas graves. A Sesapi ainda informou que hospitais de outras cidades terão reforço em seus leitos de UTI Covid.

“Estamos estudando a ampliação de leitos de UTI em Oeiras, Floriano e São Raimundo Nonato, para garantir que todas as nossas regiões de saúde tenham a estrutura adequada para atender a demanda do momento”, destacou o secretário de Saúde, Florentino Neto.

Breno Moreno (Com informações da Sesapi)
[email protected]

Imprimir