Cidadeverde.com
Política

Em tempos de negacionismo é preciso resgatar a história, diz Regina Sousa

Imprimir

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com


A vice-governadora, Regina Sousa, destacou a importância de resgatar os 200 anos de adesão do Piauí à Independência do Brasil, principalmente em tempos de negacionismo.

“Nesses tempos de negacionismo mundial a gente não pode deixar passar nenhuma data que represente significativamente nossa história. Hoje nega-se tudo, nega se a história, a ciência, a astronomia, a geografia e é preciso estar recontando a história”. 

Regina lembrou que quando foi estudante, os livros não relatavam sobre a Batalha do Jenipapo, bem como os fatos históricos de Esperança Garcia, Zumbi dos Palmares, de Dandara e Antônio Conselheiro.

A vice-governadora ressaltou o trabalho dos pesquisadores e historiadores que muitas vezes precisam recontar a história a partir de novos fatos.

“Vamos mexer com as escolas, que os estudantes mergulhem nesse País para não deixar nenhum fato nebuloso, que a gente conte as histórias verdadeiras e não se deixe negar no mais importante que é a construção desse País, que passou por muita coisa boa , mas também passou por muitas mazelas e as pessoas têm o direito de saber o bom e o ruim do que aconteceu”, disse Regina Sousa.

Regina Sousa fez o alerta na solenidade de lançamento das comemorações dos 200 anos de adesão do Piauí à independência do Brasil. O evento terá uma série inédita  sobre a Batalha do Jenipapo, lançamento de livros, filme, documentário, inauguração de museu e restauração de pontos históricos no estado.

 

Flash Yala Sena
[email protected]

Imprimir