Cidadeverde.com
Entretenimento

Kanye West é vetado do Grammy 2022 após ataques no Instagram a apresentador

Imprimir

Crédito: Zanone Fraissat/Folhapress

O artista Kanye West, chamado agora só Ye, seu apelido, foi impedido de se apresentar no Grammy 2022 por causa de seu comportamento considerado preocupante nas redes sociais. A informação foi dada pelo veículo The Blast e confirmada pela revista Variety.

Isso acontece logo depois que o artista teve sua conta no Instagram suspensa por 24 horas após ser acusado de violar as diretrizes estabelecidas pela empresa sobre discurso de ódio, bullying e assédio.

West tem atacado sua ex-mulher Kim Kardashian e o novo namorado dela, Pete Davidson, com frequência nas redes sociais. O que mais pesou na decisão da equipe do Grammy, no entanto, foi a possibilidade de interação entre o rapper e o apresentador do Grammy, Trevor Noah, segundo a Variety.

O artista insultou Noah no Instagram sobre comentários que o apresentador do programa The Daily Show fez sobre a separação de West e Kardashian.

"O que vejo nessa situação é uma mulher que quer viver sua vida sem ser assediada por um ex-namorado ou ex-marido ou ex-qualquer coisa", chegou a responder Noah a West.

A conta do rapper no Instagram foi suspensa logo depois.

The Blast, aliás, afirma que a equipe de Kanye West não está surpresa com a decisão de suspender a apresentação do cantor.

A 64ª edição do Grammy estava marcada anteriormente para o dia 31 de janeiro, mas foi adiada por causa do aumento de casos de Covid-19 nos Estados Unidos e o avanço da variante ômicron.

Além da data, a premiação também trocou de lugar. Em vez de Los Angeles, onde tradicionalmente acontece o evento, é Las Vegas que vai receber a cerimônia -e pela primeira vez- em 3 de abril.

"Donda", o novo álbum de Kanye West, foi indicado tanto ao melhor álbum de rap quanto ao melhor álbum do ano na premiação.
Críticos do posicionamento do rapper contra Kim Kardashian e Pete Davidson chegaram a criar uma petição online para fazer os representantes do Coachella expulsarem o músico da edição do evento de 2022, que acontece também em abril.

A petição, posta no ar por um homem cujo pseudônimo é Kim Pete, afirma que os organizadores "deveriam ter vergonha de si mesmos" por dar palco para West.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir