Cidadeverde.com
Últimas

Dengue: FMS retoma carro 'fumacê' em todas as zonas da capital

Imprimir

Foto: Ascom/FMS 

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina vai colocar em atividade os carros 'fumacê', devido ao aumento do número de casos de dengue que estão acontecendo na cidade.

De acordo com a FMS, o carro circulará no começo da manhã e no final da tarde, em horários apontados como mais propícios para presença Aedes Aegypti. 

A Fundação recomenda que no momento em que o fumacê estiver na rua, todos devem abrir portas e janelas para que o inseticida dispensado no ar possa circular dentro das casas, eliminando o maior número possível de mosquitos da Dengue.

Nos próximos 10 dias, o carro fumacê vai passar nos seguintes locais: zona Sul – Bela Vista, Lourival Parente, e Santo Antônio; zona Leste – São João, São Cristóvão e Morada do Sol; zona Norte – Alto Alegre, Nova Brasília e Nova Teresina; zona Sudeste – Dirceu II e Parque Poty.

Conforme o Ministério da Saúde, a utilização do carro fumacê somente é indicada onde existe alto índice de infestação do Aedes aegypti e casos notificados da dengue, zika, Chikungunya.

De acordo com informações da Diretoria de Vigilância em Saúde municipal, até a presente data, Teresina tem mais de 1.200 casos de dengue confirmados clinicamente. Para as confirmações laboratoriais, são enviadas amostras dos exames para o LACEN/PI – Laboratório Central de Saúde Pública do Piauí.

A diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba, alerta a população que em caso de suspeita de dengue a recomendação das autoridades em saúde é que a pessoa procure imediatamente atendimento médico.

“Hidrate, hidrate e hidrate. E tem que urinar transparente feito a água que bebe. Então se você está com dor no corpo, dor abdominal, e se quando está deitado e levanta, o mundo roda, por favor procure um serviço de saúde. Temos encontrado muitos casos graves”, explica Amariles.

A FMS vem realizando diversas ações para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika, chikungunya. O apoio da população é fundamental nesse sentido. Cabe a cada morador evitar objetos que acumulam água parada e manter limpos todos os ambientes.

 

Da Redação
[email protected]

 

Imprimir