Cidadeverde.com
Esporte

Leclerc supera Verstappen no fim e é pole do GP da Austrália

Imprimir

Charles Leclerc, da Ferrari, vai largar na pole position neste domingo (10), no GP da Austrália de Fórmula 1. O monegasco dominou o Q3 e anotou o melhor tempo com 1min17s868. Max Verstappen (1min18s154) e Sérgio Pérez (1min18s240), da Red Bull, completam as três primeiras posições. Enfrentando problemas com a Mercedes, Lewis Hamilton ficou em quinto lugar, com o tempo de 1min18s825.

O treino classificatório em Melbourne ficou marcado por dois acidentes: um no Q1, com Nicholas Latifi (Williams) e Lance Stroll (Aston Martin); e um no Q3, com Fernando Alonso.
Nicholas Latifi voltou a protagonizar um acidente durante o treino classificatório. Desta vez, envolvendo Lance Stroll. Os carros colidiram durante o Q1 e os dois pilotos canadenses foram eliminados.

Já no Q3, Fernando Alonso (Alpine) teve um problema hidráulico em seu carro, saiu da pista e bateu, forçando mais uma vez a bandeira vermelha e encerrando o treino na décima posição.

O GP da Austrália será realizado neste domingo (10) com largada às 2h (de Brasília).

Q1
Pode parecer notícia repetida, mas não. Assim como no Q1 nos treinos para o GP da Arábia Saudita, o canadense Nicholas Latifi se envolveu em um acidente e paralisou as voltas, com a sinalização de bandeira vermelha.

Desta vez, o piloto da Williams se chocou com o compatriota Lance Stroll (Aston Martin) no primeiro setor da pista. Ambos foram eliminados da classificação, que teve Max Verstappen, da Red Bull, como o mais rápido, com o tempo de 1min18s580.
Além de Latifi e Vettel, Alexander Albon (Williams), Kevin Magnussen (Haas) e Sebastian Vettel (Aston Martin) não fizeram tempo para avançar para o Q2.

Q2
Durante a segunda etapa do treino, com o sol se pondo em Melbourne, vários pilotos reclamaram para as equipes, dizendo que estavam sendo atrapalhados pela forte luz e pedindo viseiras mais escuras.

"Eu não consigo ver nada com o sol. É inacreditável. Completamente cego", disse Verstappen no rádio da equipe.

O atual campeão da F1 ficou com o quarto tempo no Q2, que foi liderado pelo companheiro de Red Bull, Sérgio Pérez, que anotou a volta de 1min18s834.

Pierre Gasly (Alpha Tauri), Valteri Bottas (Alfa Romeo) - que não ficava fora do Q3 desde 2016 -, Yuki Tsunoda (Alpha Tauri), Guanyu Zhou (Alfa Romeo) e Mick Schumacher (Haas) não avançaram para o Q3.

Q3
A sete minutos do fim da terceira etapa do treino, Fernando Alonso, da Alpine fazia uma volta muito boa, quando teve um problema hidráulico, saiu da pista e bateu. Bandeira vermelha mais uma vez e carros no pit-stop.

A esta altura, Charles Leclerc, da Ferrari, liderava o treino, seguido pela dupla da Red Bull, Sérgio Pérez e Max Verstappen -os dois separados por apenas um milésimo.

Com os carros liberados para voltar à pista, Leclerc melhorou sua volta, assim como Sérgio Pérez e Max Verstappen, que chegou a liderar o Q3, pressionando o monegasco da Ferrari.
Na última volta, Leclerc se superou e bateu o tempo de Verstappen para confirmar o domínio que havia mostrado durante toda a terceira etapa do treino.

Confira o grid de largad para o GP da Austrália
1º Charles Leclerc (Ferrari)
2º Max Verstappen (Red Bull)
3º Sergio Perez (Red Bull)
4º Lando Norris (McLaren)
5º Lewis Hamilton (Mercedes)
6º George Russell (Mercedes)
7º Daniel Ricciardo (McLaren)
8º Esteban Ocon (Alpine)
9º Carlos Sainz (Ferrari)
10º Fernando Alonso (Alpine)
11º Pierre Gasly (AlphaTauri)
12ºValtteri Bottas (Alfa Romeo)
13º Yuki Tsunoda (AlphaTauri)
14º Zhou Guanyu (Alfa Romeo)
15° Mick Schumacher (Haas)
16º Alexander Albon (Williams)
17º Kevin Magnussen(Haas)
18º Sebastian Vettel (Aston Martin)
19º Nicholas Latifi (Wiliams)
20º Lance Stroll (Aston Martin)

Fonte: Folhapress

Tags: Fórmula 1
Imprimir