Cidadeverde.com
Política

Usina de gás natural deve injetar R$ 4 bilhões e gerar 12 mil empregos no Piauí, anuncia ministro

Imprimir

Foto: Arquivo/ Cidadeverde.com

O ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (Progressistas), anunciou nesta sexta-feira (15) que o Piauí será um dos estados beneficiados por decreto do governo federal que autoriza a realização de um leilão para a compra de energia de usinas a gás natural.

Segundo Ciro Nogueira, o Piauí receberá usina com capacidade de um gigawatt (1GW) de energia. O ministro ainda acrescentou que a ação representará um investimento de R$ 4 bilhões com a previsão de criação de 12 mil novos empregos no estado. 

“O nosso estado vai receber usina com capacidade de um gigawatt de energia. A sua contratação vai significar um investimento de cerca de R$ 4 bilhões investidos no nosso Piauí e o melhor é que vão ser gerados 12 mil novos empregos apenas no nosso estado”, anunciou Ciro Nogueira.

O decreto é assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) e foi publicado no Diário Oficial da União na última quarta-feira (13). O documento regulamenta condições para a contratação de energia elétrica proveniente de empreendimentos termelétricos a partir de gás natural. 

Veja o documento completo aqui

O ministro avaliou que a realização do leilão representará um marco para o país, principalmente, para a região Nordeste. 

Na região, a contratação de reserva de capacidade, na forma de energia de reserva, com vistas à contratação de empreendimentos termelétricos a partir de gás natural, vai beneficiar, principalmente, as capitais. 

O documento estabelece que serão atendidas, no mínimo, duas capitais ou regiões metropolitanas que não possuíam ponto de suprimento de gás natural em 13 de julho de 2021. 

Também deverão ser destinados 60% do montante às capitais ou regiões metropolitanas localizadas em estados que não possuem ponto de suprimento de gás natural. 

Em relação ao Piauí, Ciro Nogueira pontuou que o leilão também auxiliará na transição energética e promoverá uma maior inserção de usinas do estado.

Para o senador licenciado, o estado tem avançado na utilização energias como a eólica e solar, mas, apresenta um verdadeiro potencial para o setor elétrico. 

“O uso do gás natural vai acelerar a transição energética e promover uma maior inserção da usinas que tem no nosso estado, eólicas e solares, com a nossa verdadeira matriz. O nosso Piauí tem recebido, com a nossa ajuda, muitos empreendimentos que exploram o sol e os ventos. Só que o nosso potencial de crescimento no setor elétrico é muito maior”, destacou.

 

 

 

 

Paula Sampaio
[email protected] 

Imprimir