Cidadeverde.com
Picos

Greve do INSS já dura 29 dias; servidores reivindicam melhores condições de trabalho

Imprimir

Foto: Paula Monize

A greve dos servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já dura 29 dias em todo o país. Em Picos, 87% dos trabalhadores aderiram ao movimento que reivindica melhores condições de trabalho, concurso público, reajuste salarial, entre outras pautas. 

Convocada pela Federação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (FENASPS), a greve segue por tempo indeterminado e nem negociação efetiva. 

“O comando de greve tenta negociação com o Governo sem nenhuma resposta efetiva, ainda no momento. Seguimos de greve por tempo indeterminado, pois eles não aceitam nenhuma mesa de negociação. Tudo que queremos é uma negociação de nossas pautas”, disse a analista e assistente social, Laidnss Bezerra. 

Analista e assistente social Laidnss Bezerra

O técnico do Seguro Social do INSS de Picos, Jamylson Júnior, explicou que a categoria tem atuado em condições precárias de trabalho, com número de servidores defasados. 

“Nossa principal pauta são as melhorias nas condições de trabalho. Hoje nós trabalhamos com um sistema criado há mais de 25 anos, totalmente defasado. Nossa internet é muito lenta, por isso os mais de 3 milhões de processos represados em todo o país. Além disso, nosso material de trabalho, cadeira, mesas, totalmente deteriorados”, pontuou o técnico. 

A agência do INSS de Picos referencia 41 municípios da macrorregião, porém na prática a cobertura territorial pode atingir cerca de 100 cidades provocando lentidão na assistência ao cidadão.

Flash Paula Monize

[email protected]

Imprimir