Cidadeverde.com
Cidades

Barras realiza audiência para discutir PPP de Cidades Inteligentes

Imprimir

Foto: reprodução

Barras é o segundo município no Piauí a implantar uma parceria público privada de Cidades Inteligentes. O objetivo do projeto é tornar mais eficientes os serviços de iluminação pública, de telecomunicações e geração de energia fotovoltaica para atender a demanda municipal, gerando desenvolvimento econômico e social de forma sustentável. Nesta quarta-feira (20), a prefeitura realizou a audiência pública na câmara municipal para discutir o projeto com a população e interessados e esclarecer dúvidas.

 A Superintendência de Parcerias e Concessões do Piauí (Suparc-PI) está acompanhando todo o processo, desde a elaboração dos estudos de viabilidade, feitos em parceria com o Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades (IPGC), e oferecendo assessoria técnica. “De acordo com o projeto, a partir da substituição de todas as luminárias de Barras por lâmpadas de LED, haverá uma redução de quase 70% no gasto com iluminação pública, além valorizar os espaços urbanos com maior aproveitamento do ambiente noturno, oferecendo mais segurança e integração social”, destaca Érica Feitosa, superintendente da Suparc.

 Além da instalação de internet banda larga em 75 prédios públicos, o projeto inclui 15 pontos de Wi-Fi livre para a população, possibilitando o acesso à internet de alta qualidade, e também 15 pontos de videomonitoramento para levar mais segurança para o município. As imagens reproduzidas pelas câmeras serão disponibilizadas através da rede de telecomunicações para auxiliar as forças de segurança pública na cidade.

 Já no setor de energia solar serão instaladas placas fotovoltaicas nos telhados de prédios públicos, reduzindo o custo com energia elétrica para o município utilizando uma fonte sustentável que não libera gases poluentes no meio ambiente. São aproximadamente 200 unidades consumidoras a serem implantadas na cidade.

 Barras se encontra a 108km da capital, na microgeração do Baixo Parnaíba Piauiense ao Norte do estado. Com essa PPP, os 47 mil habitantes serão beneficiados com o investimento de até R$ 15 milhões do parceiro privado em obras, aquisição e implantação de equipamentos e melhoria da infraestrutura nesses três setores.

 A primeira fase do Programa PPP Piauí Cidades Inteligentes conta com 11 municípios cadastrados. Angical do Piauí foi o primeiro a licitar o projeto e São João do Piauí deve ser a próxima a receber os estudos de viabilidade e avançar para a etapa seguinte da PPP.

Da Redação

Imprimir