Cidadeverde.com
Picos

Após chuvas, 30 famílias são retiradas de moradias em áreas de risco

Imprimir

Foto: Clebson Lustosa/cidadeverde.com

Após as fortes chuvas que caíram no município de Picos nos últimos meses, cerca de 30 famílias que moram em áreas de risco tiveram que sair de casa. A medida foi tomada devido a possibilidade dos imóveis desabarem.  

Segundo dados da Secretaria de Defesa Civil, as famílias residem, em sua maioria, nos bairros Paroquial e São José. As mesmas foram realocadas em um espaço mais seguro através do aluguel social pago pela Prefeitura de Picos no período de quatro meses.  O valor do aluguel é de R$ 350,00.

O secretário de Defesa Civil de Picos, João Araújo, destacou que a retirada das famílias é um processo delicado, onde muitos oferecem resistência em deixar os lares.

“Tem resistência sim, pois a pessoa está no seu lar e sai para o bolsa aluguel que é um aluguel social que o município dispõe por quatro meses e aí depois retorna o mesmo problema. Temos os conjuntos habitacionais que estão com imóveis desocupados e aí estamos vendo com a Caixa Econômica Federal, para que possamos estar acolhendo essas pessoas melhor”, frisou o secretário.

Secretário de Defesa Civil - João Araújo

João Araújo explicou ao CidadeVerde que as famílias são retiradas das casas após um laudo técnico elaborado pelo engenheiro.

“A partir do momento que fazemos a vistoria e percebemos a situação de gravidade, de imediato já levamos o engenheiro. Então a Defesa Civil dá o laudo, o engenheiro civil fornece o laudo dele conforme necessário e encaminhamos para a Assistência Social para que todos os protocolos sejam realizados”, concluiu. 

Flash Paula Monize
[email protected]

Imprimir