Cidadeverde.com
Últimas

Técnico Francisco Diá comanda primeiro treino no Altos: “Não venho para passar 10 dias”

Imprimir

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com

O técnico Francisco Diá se apresentou oficialmente ao Altos. Na tarde desta quinta-feira (28) no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina. De cara, o novo comandante tem um grande desafio pela frente, pois no domingo (1°) o Altos encara o Flamengo-RJ, às 18h, no Albertão, em jogo valido pela 3ª fase da Copa do Brasil. Serão apenas três dias de trabalho até a partida dona de todos os holofotes do estado no momento. 

“Mais um desafio na minha carreira, oportunidade de ter voltado depois muitos convites feitos pelo presidente Warton. Eu tive uma boa passagem por aqui que passou de forma invicta naquela oportunidade. Foram 12 partidas atuais avançando na Copa do Brasil e deixando a equipe na primeira colocação dentro do Estadual. Uma equipe de Série C de Brasileiro, mesmo sem passar para final do Estadual e que não vence na Série C, mas conheço 95% do elenco que está aqui”, frisou o novo técnico do Altos, Francisco Diá. 

O técnico passou pelo Jacaré no ano de 2017 e encontra no clube alguns nomes que trabalhou na época, mas faz questão de frisar o mau momento da equipe. Além de Francisco, chegaram o auxiliar técnico Aroldo e o analista de desempenho Felipe, filho de Diá. O time também fez uma mudança e contratou o preparador de goleiro Marcão, ex-Rio Branco (PR). 

O Altos com a chegada do técnico Francisco Diá tem seu quarto nome no comando na temporada 2022. Evandro Guimarães, Carlos Rabello e Agnaldo Liz tiveram passagens pelo clube, mas não por muito tempo e o Diá até brincou a respeito do troca troca de comando que o time passa. 

“Eles serão os responsáveis maior por tentar reverter essa situação, que é difícil, complicada, mas não é impossível. Eu não vou querer passar 10 dias só aqui, eu já falei para o presidente, pois ele está com essa mania de ficar 10, 20 dias com treinador e tirar. Se eu cair eu levo uns 25, 30 comigo”, brincou o novo técnico do Jacaré. 

Sobre o duelo de 180 minutos contra o Flamengo o técnico até citou situações recentes em sua carreira. Enalteceu e reforçou a diferença de nível do adversário, mas sem deixar de frisar que é preciso trabalhar e entrar em campo com pensamento vitorioso. 

“É importante demais. Você estrear contra um adversário de nível nacional, talvez um dos melhores do Brasil e dá América do Sul. Eu até estava brincando com Aroldo (Auxiliar técnico) que eu não iria para esse jogo porque senti um problema na coluna e quem iria era eles, mas já vou tentar nesses dois dias que faltam, nesse pouco tempo tentar ver o que pode fazer para esse adversário de 180 minutos e a gente aqui jogando em casa de vitória, porque não? Que meu pensamento é pensar positivo e tentar nesse primeiro jogo fazer um grande jogo e conseguir resultado positivo. Foi assim agora na equipe do Pouso Alegre, que consegui salvar a equipe do rebaixamento e reverter essa situação e no meio mata-mata contra Paraná e Curitiba, que perdemos esse último nos pênaltis e conseguimos livrar o time do rebaixamento”, narrou o técnico Diá. 

O Altos vem de três derrotas na Série C, competição que volta a ter compromisso somente no dia 4, próxima quarta-feira, quando recebe o ABC, às 19h, no Lindolfo. Antes disso, enfrenta o Flamengo, no domingo (1°), às 18h, no Albertão. 

 

 

Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir