Cidadeverde.com
Esporte

Lenda do tênis, Boris Becker é sentenciado a dois anos e meio de prisão

Imprimir

O alemão Boris Becker, lenda do tênis, foi condenado, na Inglaterra, a dois anos e seis meses de detenção por esconder milhões de libras depois de ter declarado falência em 2017, segundo o jornal 'The Guardian'. Aos 54 anos, foi considerado culpado de quatro acusações.

Durante a carreira, Becker conquistou uma medalha olímpica de ouro (Barcelona-1992), seis Grand Slams e chegou a valer cerca de R$ 236 milhões em premiações e patrocínios quando estava em seu auge.

No entanto, ele declarou falência há cinco anos depois que pediu emprestado cerca de R$ 22 milhões a um banco.

O ex-jogador estava sendo acusado de esconder bens para pagar as dívidas e enfrentava uma sentença de prisão de até 28 anos sob a Lei de Insolvência. Embora tenha sido considerado culpado por um júri do tribunal da coroa de Southwark, em Londres, ele foi absolvido de outras 20 acusações relacionadas à sua falência.

Becker foi sentenciado pelas medidas que ele tomou para evitar o pagamento de dívidas, como a não divulgação de bens, remoção de propriedade e ocultação de débitos. Além disso, ele foi condenado 20 anos atrás, em 2002, por tentativa de evasão fiscal na Alemanha.

Em março, durante o julgamento, o ex-tenista teve nove troféus leiloados por R$ 4,4 milhões para o pagamento de dívidas. Entre eles estavam a medalha de ouro e dois títulos de Wimbledon. Em sua carreira, Boris Becker conquistou 49 títulos de simples entre 1984 e 1996.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir