Cidadeverde.com
Política

Jove Oliveira deixa o PTB para e se filiar ao PT: "Saio pela porta da frente"

Imprimir

Foto: Ascom/ Allyson Diniz

O Partido dos Trabalhadores filiou na manhã desta quarta-feira (03) a prefeita de Piripiri, Jove Oliveira, que deixou o PTB para migrar para os quadros petistas. 

Em entrevista à imprensa, a gestora destacou que saiu do partido “pela porta da frente” e que a entrada no PT ocorreu de forma alinhada com os dirigentes da sigla. 

“Saio pela porta da frente, deixando amigos. Agora, o PT é um partido que tem bandeiras que defendemos e acreditamos. A nossa decisão de estar indo ao PT foi dialogada com líderes do PT, com Rafael Fonteles, com o querido deputado Flavio Nogueira. Estou me colocando aqui como um soldado, uma filiada”, destacou. 

De acordo com o presidente do partido no Piauí, João de Deus, o partido tem dialogado com lideranças municipais para garantir que as novas filiações ao PT ocorram sem divergências. 

“O PT está dialogando com as direções locais para não haver atrito ou divergências. Estamos fazendo esse meio de campo para oficializarmos essas filiações”, disse João Deus. 

Os pré-candidatos Rafael Fonteles (PT) e Wellington Dias (PT) também estiveram no evento e comemoram as novas filiações.  

“Foi uma decisão que vejo com muita alegria. Como sempre digo é muita a responsabilidade a partir dessa decisão tomada, no sentido disso colocar mais compromisso com os líderes filiados ao Partido dos Trabalhadores”, comentou o ex-governador. 

Rafael Fonteles pontuou que a filiação faz parte de um movimento de apoiadores que tem migrado para partidos da base governista a fim de apoiar a pré-candidatura do partido. 

“É um movimento que estamos testemunhando ao longo da semana de prefeitos e vice-prefeitos querendo malhar junto com esse time do povo através do PT ou da base aliada da da governadora Regina”, disse. 

A filiação do prefeito de Colônia do Piauí, Selindo Carneiro, também estava prevista para ocorrer. No entanto, pelo fato do gestor presidir o PL no município e ter que passar por trâmites para deixar a posição, o ato foi adiado.

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir