Cidadeverde.com
Últimas

Vice-campeão Piauiense, ampliar CT e investir na categoria de base são prioridade do Parnahyba

Imprimir

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com

A equipe do Parnahyba viveu no Campeonato Piauiense 2022 o reencontro com os bons momentos que o futebol pode proporcionar. O vice-campeão Piauiense após cinco anos volta ao cenário nacional e em 2023 vai representar o estado na Pré-Copa do Nordeste, Copa do Brasil e na Série D do Brasileiro. A equipe que no começo do ano mal imaginava um desfecho tão positivo, pois passou por inúmeros problemas, o maior deles as mudanças da diretoria.
 
Depois de reuniões e discussões oposição e situação na época decidiram colocar Aureliano Barros como candidato único, e para ele assumir a diretoria de um time de futebol foi uma completa novidade, mas da inexperiência saiu um vice-campeão Piauiense. 

“Eu cai no Parnahyba de paraquedas, e não acompanhava muito de futebol, mas a partir do momento que me deram essa responsabilidade, que fui eleito eu abracei. Eu estou muito satisfeito para mim é uma família que eu aprendi a amar e a respeitar cada critica e cada detalhe e consegui assimilar isso, tirar proveito e chegamos onde chegamos”, conta Aureliano, presidente do Tubarão do Litoral. 

Além das vagas nacionais, que são importantíssimas para ‘rechear’ o calendário 2023. O Tubarão do Litoral contará com cotas financeiras altas para montar o elenco do próximo ano e em especial organizar a casa. Serão cerca de R$ 1,125 mil de cotas com Pré-Copa e Copa do Brasil. 

A intenção da diretoria é investir também uma parte desses valores e também buscar suporte de patrocinadores para garantir uma melhoria no CT do clube e estruturação da categoria Sub20, que deve ter também o capitão do vice-campeonato Gilmar Bahia incluído no processo em campo.  

“Já estamos fazendo um projeto de readequação do CT. Inclusive demos entrada na câmara um projeto de lei solicitando aquela rua vizinha entre o Petronio (Portela) e o Verdinho para que seja doada para a gente fazer um CT maior e vamos buscar recursos. Dos amigos, emendas, Ministério do esporte, para que a gente possa melhorar mais aquilo ali e bater de porta em porta do empresariado parnaibano e do Piauí”, frisou o atual presidente Aureliano Barros.

O Parnahyba não tem mais calendário profissional no ano de 2022. A diretoria agora se programa e se organiza para participar das competições nas categorias de base e aguarda as definições de datas da Pré-Copa do Nordeste. 

 


Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir