Cidadeverde.com
Últimas

Conheça a história do Museu Ozildo Albano

Imprimir
  • DENTRO_4.JPG Paula Monize
  • DENTRO_2.JPG Paula Monize
  • DENTRO_3.JPG Paula Monize
  • DENTRO_5.JPG Paula Monize
  • DENTRO_1.JPG Paula Monize
 

Nesta quarta-feira (18 de Maio) é celebrado o Dia Internacional do Museu. O município de Picos conta com o Museu Ozildo Albano, um espaço de conexão do passado com o presente, que guarda a história da “Capital do Mel” e do Vale do Guaribas.

O Museu foi criado em 1968 por iniciativa do seu fundador e colecionador Ozildo Albano. O mesmo colecionava peças, documentos, livros e objetos significativos da história local e resolve abrir um museu em sua própria casa o Museu-Biblioteca Capitão-mor João Gomes Caminha, que hoje é o Museu Ozildo Albano. 

Inscrito no Cadastro Nacional dos Museus do Instituto Brasileiro do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o museu é mantido pela Associação dos Amigos do Museu Ozildo Albano (AAMOA), que é sem fins lucrativos, pela fundação Cultural do Piauí e Prefeitura de Picos.

Um passeio pelo Museu

Ao entrar no Museu, nos deparamos com salas de pura história e resgate da cultura de um povo. São objetos que trazem a religiosidade, as crenças cristãs misturadas a fé e devoção aos santos.

Existe ainda a sala voltada para os artefatos arqueológicos, que traçam na linha do tempo a evolução histórica de espécies.

Além do resgate cultural, histórico e religioso, existe um espaço que guarda a história do seu fundador. Objetos pessoais, livros, contam e fazem memória a Ozildo Albano.

Objetos pessoais de Ozildo Albano

Semana do Museu

Em alusão ao Dia Internacional do Museu, está sendo realizada no país a 20ª Semana Nacional de Museus. Em Picos, o Museu Ozildo Albano participa com uma vasta programação.

Na segunda-feira (16) foi apresentado e exibido do filme “O sonho de Filismo”, baseado no conto homônimo de Vilebaldo Nogueira Rocha, dirigido por Flávio Guedes.

Nesta terça-feira (17) foi realizada a Conferência de abertura que discutiu a temática “O poder dos museus na contemporaneidade sociocultural”, apresentada pela professora Dra. Lígia Terezinha Lopes Simonian.

Nesta quarta-feira (18) será promovida a palestra “Arqueologia e Museus: diálogos interdisciplinares”, apresentada pela professora Dra. Maria do Amparo Alves de Carvalho.

A Semana será encerrada nesta quinta-feira (19) será realizada Conferência de Encerramento. 


Paula Monize
[email protected]

Imprimir