Cidadeverde.com
Últimas

Visitantes reclamam do mato e até de sepultura aberta no Cemitério São Judas Tadeu

Imprimir
  • WhatsApp_Image_2022-05-18_at_17_12_02_(2).jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • sepultura_teresina.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • sepultura_2.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • cemiterio_sao_judas_tadeu_em_teresina.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • mato_cemitério_sao_jusdas_tadeu.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • mato_cemiterio_teresina.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • cemiterio_teresina_mato_alto.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • mato_cemitério_sao_jusdas_tadeusss1.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • cemiterio_são_judas_tadeu_teresina.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com

Teresina enfrenta um surto de casos de dengue e a falta de limpeza no cemitério São Judas Tadeu, na zona Leste de Teresina, tem preocupado quem visita o local.

Leitores do Cidadeverde.com informaram que o cemitério São Judas Tadeu, localizado na Avenida João XXIII, no bairro São Cristóvão, apresenta muito mato acentuado cobrindo parte das sepulturas, gerando preocupação pela falta de manutenção e que também abre espaço para a proliferação de focos de dengue no local.

O local, que recebe visitantes diariamente, também estava com uma sepultura quebrada, onde quem passava pelo local poderia ver restos de um caixão dentro do espaço. O Cidadeverde.com esteve no cemitério e flagrou o túmulo aberto.

Em nota a Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas Leste (SAAD Leste) informou que devido ao período das chuvas, o mato acaba crescendo mais rápido, mas que o local passa por uma limpeza periódica e que a próxima manutenção deve acontecer em breve.

Sobre os focos de dengue, a Saad informou que os agentes de endemias fazem visitas periódicas e aplicação de produtos para o controle de pragas, para evitar a proliferação do mosquito no local.

Sobre a sepultura quebrada, informaram que durante um sepultamento próximo ao local, uma pessoa pisou e quebrou a pedra que cobria a sepultura, mas que ao ser informada sobre o problema, regularizou a situação. Eles ainda disseram que estão solicitando ao proprietário do espaço, que providencie uma pedra de granito para cobrir toda extensão da sepultura.

Foto: Saad Leste

Sepultura foi fechada

 

Bárbara Rodrigues
[email protected]

Imprimir