Cidadeverde.com
Esporte

Botafogo arranca empate com América-MG, mas perde chance de liderar Brasileirão

Imprimir

Em uma de suas piores atuações neste Brasileirão, o Botafogo suou na noite deste sábado, mas arrancou o empate com um desfalcado América-MG, por 1 a 1, no Independência, pela sétima rodada do Brasileirão. 

Foto - Vitor Silva - Botafogo

O resultado, que poderia ter sido pior, não foi celebrado pela equipe carioca, que poderia terminar a noite na liderança da tabela.

Sem perder há mais de um mês - cinco vitórias e agora três empates -, o Botafogo chegou aos 12 pontos, empatado com Palmeiras e Atlético-MG, todos um ponto atrás do líder Corinthians. O América tem 10 pontos e aparece em oitavo lugar.

Se o Botafogo entrou em campo neste sábado para tentar buscar a liderança da tabela, o América-MG tinha consciência da dura missão de enfrentar o embalado adversário. Para piorar, o time anfitrião tinha oito desfalques e ainda precisaria encarar um grande número de torcedores botafoguenses em sua casa.

Mas a perspectiva não se confirmou quando o jogo começou. O América foi superior ao longo dos primeiros 45 minutos, com folga, diante de um irregular Botafogo, numa das piores atuações da equipe no Brasileirão. Enquanto as falhas técnicas do time carioca se acumulavam, a equipe mineira crescia em campo.

Praticamente, somente o América levou perigo no ataque no primeiro tempo. Balançou as redes por duas vezes, embora uma vez delas tenha sido anulada. Foi aos 34 minutos, com Henrique Almeida, em posição de impedimento. 

Apenas cinco minutos depois, Aloísio mandou para o gol. O lance chegou a ser checado pelo VAR, por suspeita de novo impedimento, mas o árbitro confirmou o gol. Foi o primeiro de Aloísio pela equipe mineira e também seu primeiro desde o retorno ao futebol brasileiro.

Para o segundo tempo, o Botafogo voltou com novidades. Del Piage e Vinícius Lopes entraram para dar novo fôlego ao meio-campo e ao ataque carioca, totalmente sem inspiração na etapa inicial.

Os visitantes melhoraram e aumentou a posse de bola, que passou a chegar em Erison, maior aposta do ataque alvinegro.

Mas as falhas técnicas e a falta de coordenação na criação seguiram. Na tentativa de minimizar esses problemas, os jogadores passaram a buscar mais raça em campo, com mais correria e divididas mais firmes.

Do outro lado, o técnico Vagner Mancini optou pela cautela e decidiu valorizar o gol marcado. Assim, recuou a equipe, que passou a buscar cada vez menos o ataque.

O Botafogo, então, ganhou mais espaço em campo. E atacava com maior número de jogadores. E, se a pouca inspiração não levava a equipe ao empate, a bola parada acabou resolvendo essa questão. 

Aos 40, cobrança de escanteio encontrou Erison na área. O ataque cabeceou para baixo e venceu o goleiro Jailson: 1 a 1. Foi o 13º jogo do artilheiro do time na temporada.

Na base da empolgação, o Botafogo tentou buscar a virada nos minutos finais da partida, mas parou nas mesmas falhas exibidas ao longo do confronto deste sábado. E o América se segurou na defesa para garantir o empate em casa.

Fonte: Estadão Contúdo

Imprimir