Cidadeverde.com
Esporte

Grêmio empata com Vila Nova, soma quatro jogos sem vencer e vê Roger pressionado

Imprimir

O Grêmio segue sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (29), o time gaúcho empatou sem gols com o Vila Nova, em Goiânia, em jogo da nona rodada. 

Foto - Lucas Uebel / Grêmio

A equipe de Roger Machado começou bem, chegou a marcar gol anulado pela arbitragem, mas ao longo da partida foi pressionado pelo antepenúltimo colocado na tabela. 

O resultado faz o clube gaúcho chegar a quatro partidas sem vitória na segunda divisão, fora do G4 de novo e com o treinador sob pressão.

A sequência sem vitórias na Série B deixa o Grêmio em quinto lugar, com 13 pontos. O Vila Nova, por outro lado, continua no fim da tabela nove pontos e 18ª posição.

O Grêmio vem de derrota para o Cruzeiro e empates diante de Ituano, Criciúma e agora Vila Nova. Roger Machado, que assumiu o time em fevereiro, passa a ser alvo de críticas e contestações mais intensas.

Na próxima rodada, o Grêmio visita o Vasco e o Vila Nova vai até Campinas encarar o Guarani. Os dois jogos serão na quinta-feira (2).

A primeira impressão gremista no Serra Dourada não se confirmou. Com três minutos, Gabriel Teixeira teve chance cara a cara com o goleiro e perdeu. 

O chute fraco foi lance isolado em uma atuação que teve espiral de erros. Problemas coletivos, falhas individuais e uma queda de produção ao longo da primeira etapa.

Aos nove minutos da etapa inicial, Villasanti serviu e Diego Souza só escorou para o fundo da rede. Mas o lance foi anulado pela arbitragem em virtude de falta do camisa 27. O Grêmio protestou, porém a decisão foi mantida.

O time da casa atingiu mais de 60% de posse de bola no primeiro tempo. A estatística ajuda a entender a estratégia do Vila Nova e o resumo da etapa inicial, onde houve pressão dos mandantes.

Especialmente do meio para o fim até o intervalo. Ainda assim, as chances foram poucas. E nenhuma clara.

O Vila Nova botou o Grêmio nas cordas logo no pontapé inicial, no segundo tempo. Aos sete segundos, Brenno saltou e abafou chute dentro da área.

No rebote, cabeceio foi salvo em cima da linha por Bruno Alves e ainda houve uma terceira tentativa para fora. 

Terror total para a defesa gremista, que ainda precisou esperar verificação do VAR em análise sobre possível toque de mão dentro da área.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir