Cidadeverde.com
Esporte

Coritiba derrota o Botafogo e se mantém campanha perfeita em casa no Brasileiro

Imprimir

Com um gol do atacante Igor Paixão, o Coritiba fez valer o fator casa neste domingo, desbancou o Botafogo, melhor visitante da competição e, de quebra deu um salto na tabela. O saldo da vitória de 1 a 0 sobre o time carioca foi a conquista do terceiro lugar no Brasileiro com 13 pontos. 

Foto: Felipe Dalke/Coritiba

Nas três vezes em que atuou em casa até o jogo deste domingo, o time alviverde já havia derrotado Goiás, o Fluminense e o América-MG.

Já o Botafogo, que vinha de duas vitórias e dois empates como visitante, estacionou no Brasileiro. A equipe carioca, que tinha chance até de brigar pela liderança em caso de triunfo em Curitiba, segue estacionada nos 12 pontos.

Os dois times voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo final de semana. O alvinegro carioca recebe o Goiás no Engenhão na segunda-feira (dia 6). Antes, no sábado, o Coritiba viaja até a região nordeste para enfrentar o Ceará, no Castelão

Protagonista em campo, Igor Paixão não se limitou a definir a partida com um belo lance. Trabalhou ainda como armador, deu assistências para os companheiros e foi o atacante mais perigoso em campo.

No jogo, o técnico Luis Castro apostou no bom retrospecto como visitante, posicionou o seu time mais recuado à procura dos contragolpes, mas não conseguiu neutralizar o time da casa. 

As falhas de marcação no setor de meio-campo permitiram ao Coritiba iniciar as jogadas ofensivas. Pressionado, o Botafogo tinha em Gatito Fernández o destaque em campo.

Melhor em campo, o Coritiba continuou insistindo e conseguiu abrir o placar aos 28 minutos. O lançamento de Val encontrou Igor Paixão, que entrou na área em velocidade, se livrou do goleiro com um belo toque, e só rolou para o fundo das redes.

Na etapa final, o Botafogo tentou dar a resposta com um posicionamento mais ofensivo. Mas os espaços em seu campo de defesa eram bem explorados pelo Coritiba. 

Em um lance de área, Leó Gamalho acertou a trave do time carioca. Em outro contragolpe iniciado por Régis, Igor Paixão, livre, perdeu a chance de ampliar.

No final, valeu a estrela do goleiro Alex Muralha. Foi a vez dele fechar a meta e garantir a vitória de 1 a 0 ao espalmar, já no final, uma bomba de Erison.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir