Cidadeverde.com
Últimas

Namorado de jovem morta em acidente faz homenagem emocionada: 'obrigado por tudo'

Imprimir

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por @yluizz_086

O estudante Luiz Fernando, namorado de Ana Kathleen, de 16 anos, usou as redes sociais para lamentar o falecimento da jovem em um acidente ocorrido na terça-feira (7) quando ela estava na garupa da motocicleta com o pai, a caminho da escola, e o veículo colidiu em um ônibus, na Avenida Frei Serafim, em Teresina.

Em publicação realizada nas redes sociais ele divulgou fotos e vídeos de alguns momentos que os dois passaram juntos, e também divulgou os prints de algumas mensagens trocadas por eles. A publicação já tem mais de 20 mil curtidas e mais de 4 mil comentários.

O jovem estudava na mesma sala da namorada, e afirmou que vai ser difícil não poder mais ver ela.

“Olhar pro canto daquela sala e não te ver vai ser horrível pra mim, me lembro de todas as vezes que olhava pra você e dizia ‘eu te amo’ e você entendia só com a leitura labial. Vai ser difícil sem você minha pequena, todos os dias eu fazia questão de dizer o quanto sou apaixonado por cada detalhe seu. Seus incentivos, seus conselhos, seu beijo, o seu toque, o seu sorriso, os nossos sonhos, é o que vejo todas as vezes que fecho os olhos. Eu sempre falei pra você que não queria que a gente fosse só um ‘namorinho de ensino médio’, eu te falava todas as vezes que queria uma vida com você, tá tudo muito confuso, ainda não consigo me imaginar sem você”, afirmou.

Ele ainda comentou que foi difícil ter que passar pelo enterro, realizado na quarta-feira (8) e agradeceu por todos os momentos que passou com a namorada.

“Hoje eu vi o amor da minha vida dormi um sono eterno e ser colocada num buraco. Obrigado por tudo, de verdade, você vai sempre morar no meu coração. Vou ser sempre o seu ‘xerim’, eu te amo demais, eu ainda sou e sempre vou ser apaixonado por você minha menina.Tenho certeza que hoje tá tendo uma festa nos céus, com a chegada de um anjinho tão lindo e tão precioso”, disse o estudante.

 

Bárbara Rodrigues
[email protected]

Imprimir