Cidadeverde.com
Últimas

Perito é indiciado por estupro de duas crianças; abusos aconteciam na área de piscina

Imprimir

Foto reprodução TV 

O perito criminal Francisco das Chagas Pinheiro Martins, de 64 anos, foi indicado por estupro de duas crianças em um condomínio em que mora em Teresina. O perito foi preso temporariamente em 13 de maio e teve a prisão convertida em preventiva. 

Segundo o delegado Matheus Zanatta, gerente de Polícia Especializada, durante as investigações, os policiais reuniram fortes elementos que confirmaram os fatos denunciados no boletim de ocorrências dos pais de uma das vítimas, uma criança de 9 anos. 

“Duas crianças reiteradamente sofreram abuso sexual no condomínio, principalmente na área da piscina. Dados extraídos de celulares demonstram uma dependência emocional das vítimas com o acusado”, destacou o delegado Matheus Zanatta. 

O inquérito foi remetido ao Poder Judiciário e o perito está à disposição da Justiça em uma unidade prisional do Piauí. 

Entre as provas apresentadas pela acusação estão imagens de câmeras de segurança da área da piscina que mostram o perito tocando em uma das vítimas. 

Denúncia

Francisco das Chagas Pinheiro Martins foi preso em 13 de maio em Campo Maior. A prisão foi efetuada por uma equipe da Polícia Civil em cumprimento a um mandado judicial por estupro de vulnerável. 

O pedido de prisão foi solicitado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), em Teresina, onde o ex-diretor do Instituto de Identificação do Piauí prestou depoimento. Ele é suspeito de violentar sexualmente uma criança de apenas nove anos de idade na capital.
 

 

Tiago Melo e Nataniel Lima
[email protected] 

Imprimir