Cidadeverde.com
Entretenimento

'São acusações sexistas', diz advogada sobre boatos de romance com Johnny Depp

Imprimir

Foto: FramePhoto/Folhapress

Uma das advogadas do time de defesa de Johnny Depp no processo de difamação contra ex-mulher. Amber Heard, Camille Vasquez, 37, ganhou notoriedade e fama. Para o bem e para o mal. Filha de pais cubanos e colombianos, ela conquistou as redes sociais com seu estilo carinhoso em defender o ator e isso gerou insinuações de um possível envolvimento entre os dois.

Em entrevista ao site People, Camille criticou quem tentou ver algo mais do que um relacionamento profissional entre ela e Depp, 59. "É decepcionante que certos meios de comunicação tenham insinuado que as minhas interações com Johnny foram inadequadas ou não profissionais. É decepcionante ouvir e trata-se também de uma acusação antiética", admite Camille para logo completar.

"Vejo como sexismo e é algo que vem como padrão. São acusações sexistas e não posso dizer que fiquei tão surpresa com essas insinuações", assume Camille, que por conta da vitória no tribunal e, consequentemente, a repercussão mundial do caso acabou sendo promovida no escritório de advocacia de Los Angeles, Estados Unidos. Ela ainda reforçou que é advogada do ator desde 2017.

"Ele é um amigo e o conheço e represento há quatro anos e meio. Eu me importo muito com meus clientes e, obviamente, todos nós nos tornamos próximos. Nós, quero dizer, toda a equipe e nossos clientes e é claro que isso inclui Johnny", diz Camille. Ela explicou que o seu jeito carinhoso é uma coisa natural e intuitiva. "Sou cubana e colombiana. Sou tátil. O que você quer que eu diga? Abraço a todos. E não tenho vergonha disso".

Camille namora Edward Owen, diretor sênior da empresa WeWork e responsável por imóveis na Europa, Oriente Médio e Ásia, e ainda revelou na entrevista que está "muito feliz no seu relacionamento".

Após seis semanas de julgamento, na última quarta-feira (1), o júri do Tribunal de Fairfax, Virgínia decidiu a favor de Depp na ação de difamação que ele movia contra a ex- mulher. Amber Heard, 36, o acusava de violência doméstica. A atriz foi condenada a pagar 10 milhões de dólares a Depp também acabou sendo condenado. Ele terá que desembolsar 2 milhões de dólares em favor de Amber.

ANA CORA LIMA
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS)

Imprimir