Cidadeverde.com
Esporte

Santos ganha opções no ataque, mas improvisará na defesa contra Bragantino

Imprimir

O Santos não terá um lateral direito de origem para enfrentar o Red Bull Bragantino, neste sábado (18), às 21h, na Vila Belmiro, em duelo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time alvinegro praiano, em compensação, terá mais opções no ataque.

Madson se recupera de lesão na coxa, e Auro recebeu o terceiro cartão amarelo diante do Juventude e está suspenso. Como o time litorâneo não tem na base alguém "pronto", o técnico Fabián Bustos terá de improvisar na lateral direita. Na esquerda, Lucas Pires retorna após o terceiro cartão amarelo.

O mais cotado para suprir o buraco na lateral direita é o atacante Lucas Braga, que já foi improvisado na posição algumas vezes no segundo tempo, mas nunca desde o início. A alternativa é o volante Vinicius Balieiro. Para facilitar a reposição, Bustos também pode escalar três zagueiros e usar um ala pela direita.

No ataque, Léo Baptistão deve ser relacionado após lesão na coxa. Além dele, Ângelo (em processo de reequilíbrio muscular) e Marcos Leonardo (depois de convocação para a seleção brasileira sub-20) terão condições físicas de jogar mais tempo. Marcos Leonardo deve ser titular.

"Marcos Leonardo pode jogar, mas Ângelo possivelmente só 45 [minutos]. Temos que ter calma. Teve lesão complicada [na coxa], é jovem e com pouco tempo de primeira divisão. Se estivesse 100%, seria titular. Ele é extraordinário. Marcos Leonardo só foi reserva por causa do sub-20", disse Bustos.

De acordo com a assessoria de imprensa do Santos, o meio-campista Sandry ficou fora na vitória sobre o Juventude por desgaste físico. O camisa 6 também poderá ser titular se Bustos quiser.

O zagueiro Maicon sentiu a coxa e saiu nos primeiros minutos no Alfredo Jaconi. Ele será reavaliado na chegada à Baixada Santista.

"Tivemos dúvida com ele, terminou cansado contra o Atlético-MG. Maicon me disse que sentiu um incômodo. Acredito que não o terei para o fim de semana. Espero que seja só pelo fim de semana e que possa jogar na Copa do Brasil", falou o treinador santista.

URGÊNCIA

As ausências de Madson e Auro escancaram essa lacuna no elenco santista. Contratar um lateral direito é prioridade de Fabián Bustos na próxima janela internacional de transferências, em julho.

O treinador pediu Byron Castillo, do Barcelona de Guayaquil (EQU), e não foi atendido. O atleta foi negociado com o León (MEX).

O Santos mapeia o mercado à procura de opções com preço acessível e encontra muita dificuldade. O time alvinegro entende que precisa trazer um lateral direito com status de titular para agora e já negociar com outro para 2023. Madson e Auro têm contratos só até dezembro e não são unanimidades.

Além da urgência na lateral direita, o Santos quer um meio-campista e um atacante de velocidade. Para isso, porém, o clube terá que negociar jogadores para abrir espaço no caixa. O clube ainda encontra muita dificuldade financeira e pena para manter os salários em dia.

Outra barreira do Santos é o limite de estrangeiros. Só cinco podem ser relacionados no Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil, e o time tem seis: Emiliano Velázquez, Rodrigo Fernández, Carlos Sánchez, Ricardo Goulart, Jhojan Julio e Bryan Angulo.

O clube entende que há opções boas e baratas na América do Sul e não descarta negociar Sánchez e Velázquez para viabilizar a chegada de mais gringos.

DOR DE CABEÇA PARA BUSTOS

O técnico Fabián Bustos tem alternado o Santos entre um 4-3-3, com três meio-campistas, e um 4-4-2, com dois volantes e quatro atacantes. Para enfrentar o Red Bull Bragantino, sábado, na Vila Belmiro, o argentino terá várias opções.

Ele decidirá o time titular nos treinamentos de quinta e sexta-feira. O treinador costuma fazer vários testes nas atividades táticas.

Rodrigo Fernández, Vinicius Zanocelo, Sandry e Bruno Oliveira disputam duas ou três vagas no meio-campo. No ataque, as alternativas são Ângelo, Marcos Leonardo, Léo Baptistão, Jhojan Julio, Lucas Braga, Ricardo Goulart, Rwan e Bryan Angulo.

Com isso, um possível time inicial do Santos tem: João Paulo; Lucas Braga, Emiliano Velázquez, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo e Sandry; Léo Baptistão (Rwan), Jhojan Julio e Marcos Leonardo.

O Red Bull Bragantino, por sua vez, busca manter o bom momento após a vitória por 4 a 2 sobre o Coritiba, na quarta-feira (15). O time ocupa a nona posição, somando 17 pontos, e conta com a vitória para avançar na disputa pelo G4.

O técnico Maurício Barbieri, o atacante Helinho e o lateral-direito Aderlan cumpriram suspensão na última rodada, e já estão de volta ao time de Bragança Paulista.

Uma provável escalação bragantina tem: Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Natan e Luan Cândido; Raul (Jadsom Silva), Eric Ramires, Hyoran (Praxedes), Artur, Ytalo (Jan Hurtado) e Helinho (Sorriso).

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir