Cidadeverde.com
Geral

Setut diz que cabe a prefeitura decidir reajustar passagem e fala em subsídio

Imprimir

Foto: Arquivo Cidade Verde

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) afirmou, por meio de nota, neste sábado (18), que é competência da Prefeitura de Teresina reajustar ou não o valor da passagem de ônibus na capital.

Por outro lado, o Setut relembrou que também cabe ao município decidir pelo valor do subsídio a ser repassado para as empresas. O subsídio em questão é uma “contrapartida” concedida pela administração para abater o valor final da tarifa. 

“Somente assim os serviços prestados à população teresinense serão realizados com qualidade e regularidade”, complementou o texto enviado pelo Sindicato.

Na sexta-feira (17), o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (Republicanos), garantiu que não irá reajustar a tarifa do transporte coletivo de Teresina pelos próximos dois anos. 

Um estudo para o reajuste na passagem do ônibus foi apresentado pelo Setut. Os empresários de ônibus, com os reajustes nos combustíveis, prevêem uma passagem no valor entre R$ 7,00 ou R$ 8. Atualmente a inteira custa R$ 4,00. 

Já a Empresa Teresinense de Desenvolvimento Urbano (Eturb), através do presidente João Duarte, o Pessoinha (Republicanos), havia informado que o valor identificado, conforme o levantamento feito por equipe de trabalho formada na pasta, é de R$ 6,40 se houvesse um reajuste na tarifa de ônibus.

 

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir