Cidadeverde.com
Esporte

Grêmio vence Sampaio e se mantém firme na briga do G-4 na Série B

Imprimir

Diego Souza completou 37 anos na sexta-feira e, neste sábado cedo, fez os dois gols da vitória do Grêmio sobre o Sampaio Corrêa, por 2 a 0, na Arena do Grêmio, pela 13.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. 

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA 

O experiente atacante se tornou o maior artilheiro do século, com 80 gols, e brindou com quase 31 mil torcedores a volta do clube ao G-4, zona de acesso para a elite em 2023.

Com 21 pontos, o time gaúcho subiu de quinto para quarto lugar, ficando dois pontos na frente do Sport, com 19. Mas o rubro-negro pernambucano ainda vai atuar nesta rodada, fazendo o clássico com o Náutico, no Estádio dos Aflitos, em Recife (PE). 

Agora o Sport precisa ganhar, para chegar aos 22 pontos e superar o Grêmio. O Sampaio continua com 15 pontos em 10.º lugar

Esta ascensão gremista é resultado, com certeza, do poder de finalização de Diego Souza. Ele é agora o artilheiro isolado da competição com sete gols, que representa mais de 60% dos gols gremistas, cujo inoperante ataque só balançou as redes por 11 vezes em 13 jogos.

Nesta temporada, Diego Souza já marcou 12 gols. Na passada foram 24 e mais 28 em 2020.

Juntando com os 16 gols em sua primeira passagem pelo clube, em 2007, são 80 gols, dois a mais do que Jonas (78), então maior goleador do século 21. "Eu estou muito feliz por esta nova marca O mais importante é sempre o Grêmio", resumiu.

Em campo, porém, o Grêmio voltou a mostrar muita lentidão e dificuldades com seu ataque. Apesar da defesa ser a melhor da competição, com quatro gols sofridos, o time não convence na frente.

O tricolor só teve uma chance real com Janderson, aos 26 minutos, quando num contra-ataque ele recebeu pelo lado direito,invadiu a área e chutou forte, mas nas mãos do goleiro Luiz Daniel que rebateu.

O gol saiu aos 35 minutos, após uma falta do lado esquerdo com Diego Barbosa, que fez o levantamento bem alto. O goleiro Luiz Daniel saiu e ficou no meio do caminho, permitindo a cabeçada de Bruno Alves que acertou o travessão. Na volta, Diego Souza, na pequena área e de frente, completou de cabeça para as redes.

O Sampaio Corrêa foi totalmente nulo no ataque no primeiro tempo Só ameaçou aos oito minutos do segundo tempo, num chute travado de Gabriel Poveda, que desviou na defesa, subiu e exigiu grande defesa de Gabriel Grando. O goleiro saltou e deu um tapa na bola para escanteio.

Aos 21 minutos Diego Souza se apresentou como garçon e fez passe preciso para Gabriel Teixeira, dentro da grande área, finalizar. Apesar do chute forte, Luiz Daniel espalmou para escanteio. Mas o dia era mesmo do maior artilheiro do século que fez o segundo gol aos 32 minutos, de pênalti.

Dois minutos antes, a bola tocou no braço do zagueiro Nilson Júnior. O camisa 29 foi para a cobrança e chutou do lado esquerdo de Luiz Daniel que saltou certo, mas não alcançou a bola que morreu no cantinho. Na comemoração, a torcida se rendeu ao seu maior goleador gritando o seu nome.

Aos 41 minutos, Campaz ainda marcou um gol, com chute de esquerda no canto. Mas o VAR foi acionado e apontou o impedimento, deixando que esta vitória não tivesse outro herói além de Diego Souza.

O Grêmio, agora, vai jogar contra o CSA, quinta-feira, daí 23, em Maceió (AL), às 21h30 pela 14.ª rodada. O Sampaio vai tentar a reabilitação em casa diante da Ponte Preta, na mesma noite e horário, em Campinas (SP).

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir