Cidadeverde.com
Geral

Jovem de 20 anos é assassinado a tiros no bairro Dirceu Arcoverde

Imprimir
  • pai_e_filho.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • crime1.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • crime2.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • WhatsApp_Image_2022-06-23_at_17_08_58.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • WhatsApp_Image_2022-06-23_at_17_08_56.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • WhatsApp_Image_2022-06-23_at_17_08_56_(1).jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • WhatsApp_Image_2022-06-23_at_16_55_43.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com

Um jovem identificado como Eduardo Araújo, de 20 anos, foi assassinado com seis tiros na tarde dessa quinta-feira (23), no bairro Dirceu Arcoverde, na zona Sudeste da cidade de Teresina.

A vítima estava em uma bicicleta com uma jovem, quando dois homens em uma motocicleta realizaram disparos de arma de fogo. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. A jovem que estava com ele não ficou ferida e acionou a polícia.

De acordo o subtenente Osmar, do 8º Batalhão da Polícia Militar, a jovem relatou que estavam na rua, na quadra 77, quando foram abordados. "O que ela relatou é que subiu na garupa da bicicleta, e estavam aqui na rua, já na esquina, quando dois homens em uma motocicleta fizeram disparos. Ele chegou a correr, mas caiu aqui e morreu", afirmou.

Fotos: Renato Andrade/Cidadeverde.com

Após o crime, a polícia foi acionada e a jovem foi até a casa de Eduardo chamar o pai da vítima. "O pai relatou apenas que não sabia se o filho tinha envolvimento com drogas ou com o crime, pois ele trabalhava o dia todo, mas até onde sabia, o filho não tinha envolvimento com isso. Disse que ele sempre estava com essa jovem que estava com ele quando o crime aconteceu, mas não soube explicar a relação deles", destacou.

O delegado Danúbio Dias, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), informou que a vítima foi atingida com seis disparos de arma de fogo. "Foram encontrados seis disparos no corpo da vítima, em várias partes do corpo, crânio, membros superiores e inferiores, principalmente na região do tórax", informou.

O celular da vítima foi atingido por um tiro e foi colhido para ajudar na investigação. Não há informações sobre a passagem da vítima por crimes.

"Essas informações a delegacia da área vai verificar, mas com base no que os familiares disseram, não [tinha envolvimento com crimes], mas por se tratar de um crime com características de execução, é o papel da polícia verificar o motivo. Ninguém é assassinado no meio da rua por nada", destacou.

 

Flash Bárbara Rodrigues
[email protected]

Imprimir