Cidadeverde.com
Esporte

Com Adriana em campo, Seleção Brasileira é superada pela Dinamarca em amistoso

Imprimir

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A Seleção Feminina lutou, pressionou no segundo tempo, mas acabou sendo superada pela Dinamarca. O placar terminou 2 a 1 para as anfitriãs em duelo disputado no Estádio Parken, em Copenhague (DIN), nesta sexta-feira (24). Debinha fez o gol brasileiro no primeiro compromisso pela Data FIFA de junho. A piauiense Adriana Siva 'Maga' começou entre as titulares no jogo. 

A Canarinho volta a campo na próxima terça-feira (28), quando enfrenta a Suécia, às 13h30 (horário de Brasília), na Friends Arena, em Estocolmo (SUE), no segundo jogo preparatório para disputa da CONMEBOL Copa América Feminina.

O jogo

O duelo iniciou com forte marcação de ambas as equipes. Aos nove minutos, Tainara desarmou Madsen dentro da área brasileira e evitou o gol. No entanto, aos 16, Thomsen recebeu a bola na entrada da área e finalizou de esquerda para abrir o placar.

A Canarinho ameaçou aos 26, quando Debinha avançou pelo lado esquerdo, tirou duas adversárias e encheu o pé, mas a finalização foi para fora. Já aos 40, as Guerreiras do Brasil criaram a sua melhor oportunidade: Kerolin foi servida na entrada da área, cortou a marcação e bateu cruzado. A bola saiu raspando a trave direita adversária.

Na etapa final, o Brasil voltou ainda mais ofensivo. Aos três minutos, Adriana, pela direita, rolou para a área e Kerolin bateu por cima. Já aos oito, Adriana dominou fora da área, fintou e chutou, mas Christensen defendeu. Aos 11, Bia finalizou rasteiro de longe e a arqueira pegou. Na altura dos 17, após escanteio cobrado, Fê Palermo cabeceou e acertou o travessão.

Após muita pressão, a Seleção conseguiu empatar: aos 41 minutos, Debinha avançou pelo lado direito, driblou a marcação, entrou na área, fintou mais uma e fuzilou de canhota – marcou um golaço e deixou tudo igual. Porém, aos 45, Gejl recebeu a bola na área, ajeitou, chutou cruzado e decretou a vitória adversária.

Brasil: Lorena; Letícia (Kathellen), Tainara (Thaís Ferreira), Rafaelle e Fê Palermo; Duda S., Luana (Angelina), Adriana (Ary Borges) e Kerolin; Debinha e Bia (Geyse). Técnica: Pia Sundhage. 

 


Fonte: CBF

Imprimir