Cidadeverde.com
Geral

FMS confirma duas mortes causadas pela Chikungunya em Teresina

Imprimir

Foto: Arquivo Cidade Verde

A Fundação Municipal de Saúde (FMS), em boletim epidemiológico divulgado na sexta-feira (24), confirmou duas mortes causadas por Chikungunya em Teresina. No município, existem 406 casos de pessoas com a doença e outros 920 casos ainda sob notificação.

No Piauí, o primeiro caso de morte em decorrência da Chikungunya neste ano ocorreu na cidade de Jaicós. A vítima foi um adolescente de 14 anos, segundo informou a Secretaria de Estado de Última morte pela doença havia sido registrada em 2018.

DENGUE 

Teresina confirmou também oito mortes que ocorreram em decorrência da dengue. Outras cinco mortes seguem em investigação. A capital tem 7.5 mil casos notificados, sendo 4.3 mil confirmados. 

Na Semana Epidemiológica 24 foram notificados 6 novos casos de Dengue, mostrando uma redução de 68% quando comparado com os casos notificados na semana 23. 

ZICA VÍRUS 

Existem sete casos confirmados de pessoas infectadas pelo Zica Vírus na cidade. Não houve nenhuma morte confirmada e nenhum óbito pela doença segue em investigação.  

POPULAÇÃO DEVE FICAR ATENTA

Segundo levantamentos da equipe de epidemiologia, mais de 80% dos criadouros dos mosquitos mosquito Aedes aegypti, causador das doenças, são identificados em ambientes domésticos.

Veja alguns dos cuidados que devem ser tomadas para envitar proliferação do mosquito.

  • Atente-se aos vasos de plantas
  • Coloque areia até a borda dos pratinhos para evitar o acúmulo de água. Alternativamente, lave-os uma vez por semana com sabão e escova.
  • Livre-se de objetos que acumulam água
  • Dê o destino correto a latas, garrafas, potes, pneus e qualquer outro tipo de objeto que possa servir como criadouro, optando pela reciclagem sempre que possível.
  • Armazene garrafas da forma correta
  • Se você deseja guardar garrafas e outros objetos que podem acumular água, armazene-os tampados ou com a boca para baixo.
  • Evite a contaminação de calhas e caixas-d’água
  • As calhas devem ser mantidas desobstruídas e livres de folhas e galhos, enquanto a caixa-d’água deve estar sempre bem tampada.
  • Higienize recipientes que armazenam água
  • Tanques, barris e tonéis utilizados para guardar água da chuva, por exemplo, devem ficar tampados e ser higienizados semanalmente com escova e sabão. As piscinas devem ser tratadas com cloro.
  • Tenha cuidado com o lixo
  • Amarre bem as sacolas e deposite-as em lixeiras fora do alcance de animais. Não jogue lixo em terrenos baldios.
  • Utilize proteção individual
  • As medidas coletivas de proteção podem ser complementadas com cuidados como o uso de repelentes e inseticidas, a instalação de mosquiteiros e telas em portas e janelas e a preferência por roupas de mangas compridas.

 

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir