Cidadeverde.com
Esporte

Inter joga mal, perde do Colo-Colo e se complica na Copa Sul-Americana

Imprimir

O Internacional não repetiu na Sul-Americana, nesta terça-feira, as boas atuações do Campeonato Brasileiro e acabou derrotado pelo Colo-Colo, em Santiago, no Chile, por 2 a 0, no duelo de ida das oitavas de final.

Foto - Ricardo Duarte - Internacional

O jogo de volta, no Beira-Rio, em Porto Alegre, está previsto para dia 5 e o Inter terá de devolver o placar para levar a decisão para os pênaltis ou ter uma vantagem de três gols ou mais para assegurar diretamente a vaga nas quartas.

Empurrado por uma entusiasmada torcida, o Colo-Colo buscou o ataque desde o início. Solari exigiu defesa de Daniel no primeiro minuto de partida. Aos seis, foi a vez de Lucero levar perigo à meta gaúcha.

Apesar de pressionado, o Inter não se acovardou e o veloz Pedro Henrique, após roubada de bola de Edenílson, acertou a trave chilena.

Mas uma falha individual propiciou a vantagem do Colo-Colo. Aos 11 minutos, Heitor falhou, Gabriel Costa tocou para Lucero abrir o placar. Com a vantagem, a pressão chilena se tornou ainda maior. Destaque para a boa atuação do zagueiro Mercado.

Lucero, de bicicleta, voltou a ameaçar o gol de Daniel. O Inter ficou encurralado e com problemas para impedir o avanço do Colo-Colo. Aos 27 minutos, Renê, que voltava de lesão, teve de ser substituído por Moisés.

A partir dos 30 minutos, o Inter renasceu na partida, mas ainda permaneceu com dificuldades para concluir as jogadas perto da área do Colo-Colo.

O início do segundo tempo foi marcado pelo domínio do Colo-Colo, que não demorou para ampliar o placar. Em boa trama do ataque chileno, a bola ficou para Solari, que desviou de Daniel: 2 a 0, aos sete minutos.

Na busca por maior agressividade do Inter, Mano Menezes colocou em campo, aos 16 minutos, Mauricio e David, no lugar de Gabriel e Alan Patrick, respectivamente. 

Mas alterações não deram resultado e o Colo-Colo ficou mais perto do terceiro do que o Inter do primeiro gol.

O Inter só foi assustar a defesa do Colo-Colo no segundo tempo com um chute de longa distância de Mauricio, aos 40 minutos. 

Aos 42, Estevão, que havia entrado no lugar de Pedro Henrique, chegou a marcar, mas o VAR anulou o lance ao flagrar mão na bola de Edenílson no começo da jogada. Mano e os jogadores colorados reclamaram bastante, mas de nada adiantou.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir