Cidadeverde.com
Geral

Programação celebra 13 anos do Shopping da Cidade e lojistas pedem estacionamento

Imprimir
  • shopping_da_cidade_em_teresina.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • shopping_da_cidade_em_teresina_0121.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • shoppin_da_cidade_teresina.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • shopping_da_cidade_em_teresina_01.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • shopping_da_cidade_em_teresina_11.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • shoppin_fa_cidade_12022.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • shoppin_fa_cidade_1552022.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • shoppin_fa_cidade_155tg2022.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com

O Shopping da Cidade, tradicional centro de compras no Centro de Teresina, completa nesta quarta-feira (29), 13 anos. Para marcar a data, o local preparou uma programação de quatro dias, além do corte de um bolo nos três pisos do prédio. 

Segundo a diretora social do Shopping da Cidade, Neuracir Silva, o centro comercial conta com mais de 1.800 lojas, além de supermercado e praça de alimentação. Ela ressalta que o local é referência para o Piauí e outras cidades. 

“A gente tem 1.800 lojas abertas, temos lojas que agregam o shopping fora essas, a gente tem 20 lojas grandes dentro, temos a praça de alimentação com 35 lojas com espaço bem aconchegante. O Shopping da Cidade é o maior centro de comércio do Piauí, é referência em inúmeras cidades e a gente apreende a empreender, a trabalhar com o cliente e o público, porque o nosso cliente encontra de tudo um pouco aqui”, conta a diretora.

Apesar da história construída nos últimos anos, Neuracir Silva reforça ainda que o Shopping da Cidade ainda tem o que melhorar.

“A gente ainda tem muito o que melhorar, a cada dia que passa a gente aprende muito, a gente aprendeu muito com essa pandemia, com o acidente que a gente teve aqui, queremos que a Prefeitura libere o espaço da lateral do shopping que é para o nosso cliente voltar a estacionar seu carro e que a gente une forças com as associações e os comodatários”, aponta. 

Falta de estacionamento

A principal reclamação dos lojistas e da administração do Shopping da Cidade é a falta de estacionamento. 

O microempreendedor Ronilson dos Reis está desde o início do Shopping da Cidade e afirma que a presença desse local iria melhorar a situação dos microempreendedores. “O problema é o estacionamento para gente aqui que não tem. Se tivesse um seria bom demais”, destaca Ronilson. 

O lojista João Neto, que também está no Shopping da Cidade desde 2009, reforço a reclamação da falta de estacionamento e explica que clientes de outras regiões e cidades deixam de ir ao local pela falta de estacionamento. 

“O estacionamento aqui é muito difícil porque nossos clientes que vem de fora não tem onde botar o carro, muitas vezes, bota o carro ali, mas é multado e muita gente reclama que não vem para cá porque não tem estacionamento”, reforça. 

Além disso, o microempreendedor também reclama da falta de um gerador. Segundo ele, quando falta energia no Shopping da Cidade, o local fica bastante escuro e quente. 

“Quando falta energia aqui é muito quente, a gente fica agoniado, fica muito escuro. Precisamos de um gerador, é muito importante. Quando falta energia a gente fica até com medo de ladrão e roubo”, afirma João Neto. 

Programação 

Os 13 anos do Shopping da Cidade conta com uma programação até o sábado (02). Além da solenidade do dia do aniversário, nessa quinta-feira (30) alguns lojistas irão apresentar seus produtos em um desfile. 

“A gente vai mostrar para os nossos clientes, no Shopping Fashion Day, as tendências da moda, terá 25 lojas desfilando amanhã o dia todo, na passarela do Shopping da Cidade, mostrando para o cliente o que ele pode encontrar aqui no Shopping da Cidade com o precinho que cabe no bolso dele”, explica a diretora social do Shopping da Cidade. 

Já na sexta-feira (01) terá o Dia de Louvores com uma apresentação gospel pela manhã, as 9h e uma missa no turno da tarde, iniciando as 15h. 

A programação encerra no sábado (02), as 13h com o II Pagode na Praça com o grupo Doce Ilusão.

 

Rebeca Lima
[email protected]

Imprimir