Cidadeverde.com
Esporte

Internacional busca empate com o Ceará e se garante no G-4 do Brasileirão

Imprimir

Reféns de um calendário apertado e com jogos decisivos em sequência, Ceará e Inter ficaram no empate de 1 a 1 neste sábado, no Castelão, pelo Campeonato Brasileiro. 

Inter empatou em 1 a 1 com o Ceará/Foto: Ricardo Duarte - Internacional

Tanto Mano Menezes como Marquinhos Santos mandaram a campo equipes com vários reservas para não estourar seus atletas. Lima e Moisés marcaram os gols da partida.

O resultado acabou sendo satisfatório para o time gaúcho, que chegou aos 25 pontos e garantiu a quarta colocação na competição Já o Ceará não teve muito o que comemorar. 

Para piorar, a equipe segue com uma incômoda escrita: a de não vencer em casa. O reflexo desta campanha irregular é o 13º lugar na tabela. O time nordestino soma 18 pontos e não consegue decolar no torneio

Diante de um jogo sem muitas emoções, as duas equipes têm pela frente jogos importantes a cumprir. O Ceará volta as atenções para a Copa Sul-Americana. 

Nesta quarta-feira, o time recebe o The Strongest pelo torneio continental. No Brasileiro, o desafio acontece no próximo final de semana, contra o Fluminense, no Maracanã.

O Internacional vive situação idêntica e terá o Colo-Colo na terça-feira, pelo mesmo torneio continental. No Brasileiro, a equipe do técnico Mano Menezes completa a 16ª rodada contra o América-MG em Porto Alegre. O confronto está marcado para segunda-feira (11 de julho).

O Ceará abriu o placar em uma bola esticada para o ataque. O lateral Heitor deixou a bola quicar e permitiu a chegada de Iury Castilho, que deu um toque e cabeça e partiu para dentro da área Keiller saiu para interceptar, mas cometeu pênalti ao derrubar o jogador do Ceará. 

Lima foi para a cobrança e mandou no canto: 1 a 0 aos 19 minutos.

O time da casa mal teve tempo de administrar a vantagem. Numa falta próxima à linha de fundo, Taison levou a bola na cabeça de Moisés que, sem marcação, completou para o gol vazio: 1 a 1 aos 23 minutos.

O jogo esquentou e o juiz Rodolpho Toski Marques precisou distribuir cartões para controlar o ânimo dos atletas. O Inter passou a dominar a partida na segunda metade da etapa inicial. A virada quase veio em seguida com Kaíque Rocha mandando a bola na trave em nova assistência de Taison.

A etapa final apresentou um cenário de equilíbrio até os 15 minutos. Foi quando o Ceará passou a contar com mais jogadores na área do Inter. Com mais volume ofensivo, os donos da casa tiveram mais chances de gol.

Yuri Castilho até balançou a rede em cruzamento de Kelvin numa bela cabeçada. Mas o que seria o segundo gol sobre o Internacional acabou sendo invalidado pelo VAR que apontou impedimento no lance.

O jogo seguiu conturbado e, no final, o Inter ainda viu a sua situação se complicar com a expulsão de Matheus Cadorini. O juiz ainda deu oito minutos de acréscimos por conta das paralisações, mas a partida terminou com a igualdade de 1 a 1 no Castelão.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir