Cidadeverde.com
Últimas

Após arrastões, UFPI articula com PM ampliação de rondas no campus de Teresina

Imprimir

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com 

Representantes da Universidade Federal do Piauí (Ufpi), da Polícia Militar e da Polícia Federal se reuniram na últimoa sexta-feira (01) para discutir a segurança dos docentes e discentes da instituição. A reunião aconteceu após arrastões serem registrados no campus de Teresina no início do retorno presencial das aulas

Como resultado imediato da reunião, as rondas da PM passam a ter seus horários ampliados na instituição até às 22h, para oferecer mais segurança aos alunos na faixa de horário de encerramento das atividades noturnas, especialmente, nas paradas de ônibus em frente aos centros. Também ficou acertada a ampliação do apoio da Polícia Federal por meio do incremento de seus serviços de inteligência.

“Sempre buscamos apoio de todos os entes que fazem a segurança da sociedade, a exemplo da PM e PF, para que assim, em conjunto com o sistema de vigilância da UFPI, possamos oferecer melhor proteção a todos”, destacou o reitor da UFPI, Gildásio Guedes. 

A reunião contou com a presença do tenente-coronel Adriano Lucena, comandante do Comando Metropolitano I da Capital, e do chefe do Núcleo de Operações da Polícia Federal, Mário Paulo. 

O tenente-coronel Lucena enfatizou que a PM-PI garantirá, dentro de suas atribuições, o melhor serviço de segurança à comunidade que frequenta o Campus de Teresina.

“Contamos com a participação de todos e incentivamos que, em eventuais ocorrências, não deixem de fazer Boletins de Ocorrência, além de buscar amparo da Polícia fazendo uso de nossos canais de comunicação, como o 190 e nossos aplicativos, como o PMPI Cidadão, e redes sociais (@pmpi_oficial)”, afirmou o policial.

 

Nataniel Lima
(Com informações da Ufpi)
[email protected] 

Imprimir