Cidadeverde.com
Esporte

Palmeiras recebe Cerro Porteño com vantagem nas oitavas da Libertadores

Imprimir

Após perder por 2 a 0 contra o Athletico-PR, no sábado (2), pelo Campeonato Brasileiro, o Palmeiras vira a chave e se prepara para receber o Cerro Porteño, do Paraguai, nesta quarta-feira (6), pelo jogo de volta das oitavas da Copa Libertadores, no Allianz Parque, em São Paulo (SP). 

O time alviverde venceu a partida de ida por 3 a 0, na última quarta-feira (29), e pode perder por até dois gols de diferença para seguir na competição. Qualquer vitória ou empate também coloca o clube nas quartas de final.

Para isso, o Palmeiras precisa superar a atuação apresentada no sábado. Por um lado, foi a maior atuação ofensiva do elenco palmeirense no Campeonato Brasileiro, com o time chutando ao gol adversário em 35 oportunidades. 

Por outro, nenhuma delas se converteu em gols, e o time acabou sendo derrotado no Allianz Parque e desperdiçando a oportunidade de disparar na liderança da competição nacional.

Os números são do aplicativo Sofascore e chamam a atenção pela quantidade de oportunidades criadas.

O próprio Palmeiras é o time que mais finaliza na Série A com uma média de 19,1 chutes ao gol por jogo quase metade do que foi produzido no sábado no Allianz Parque. Na Libertadores, o desempenho do time também é positivo -média de 21,3 chutes ao gol por jogo, com uma taxa de conversão de 19%.

Ao longo do confronto contra o clube paranaense, o Palmeiras teve em campo os atacantes Dudu, Rony, Verón e Rafael Navarro, além dos meias Gustavo Scarpa, Zé Rafael, Atuesta e Raphael Veiga odos com grande poderio ofensivo.

A equipe conseguiu criar chances pelos lados do campo, porém falhou na pontaria ao acertar apenas sete finalizações na direção do gol defendido por Bento -destaque da partida.

A produção diante do Athletico-PR foi maior do que em goleadas do time alviverde nesta temporada, como no 8 a 1 diante do Independiente Petrolero, pela Copa Libertadores, quando o time criou 28 oportunidades de gol.

Outro confronto de grande produção ofensiva acontece no 4 a 2 contra o Atlético-GO, pelo Brasileiro: 29 chutes.

Contra o Cerro Porteño, no jogo de ida, o time criou 21 oportunidades de gol, resultantes nos três gols que colocaram o Palmeiras como time brasileiro com maior vantagem nas oitavas da Libertadores.

Para garantir o sucesso na partida e a vaga na próxima fase, o técnico Abel Ferreira deve utilizar alguns dos principais nomes do time contando, no entanto, com o calendário apertado, com seis jogos ainda neste mês.

Jorge, que se recuperou de Covid-19, e Marcos Rocha, poupado na partida pelo Brasileiro, estão novamente à disposição. 

Por outro lado, o atacante Gabriel Veron sofreu um corte no pé direito no domingo (3), e deve desfalcar o elenco alviverde nesta quarta-feira.

Portanto, uma possível escalação inicial do Palmeiras tem: Weverton; Mayke (Marcos Rocha), Gustavo Gómez, Murilo (Luan) e Piquerez; Gabriel Menino (Danilo), Raphael Veiga, e Gustavo Scarpa; Dudu, Wesley e Rafael Navarro (Rony).

O Cerro Porteño, por sua vez, comandado pelo técnico Francisco Arce, deve ir a campo com: Jean; Rodríguez, Riveros, Duarte e Espínola; Aquino, Piris da Motta, Carrascal e Lucena; Benítez e Samúdio (Moreno).

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir