Cidadeverde.com
Esporte

Internacional goleia Colo-Colo e garante classificação heroica na Sul-Americana

Imprimir

De forma heroica, o Internacional está classificado às quartas de final da Copa Sul-Americana. Os gaúchos golearam Colo-Colo, do Chile, por 4 a 1, na noite desta terça-feira, de virada, no Beira-Rio, em Porto Alegre, pelo confronto da volta das oitavas de final.

Foto - Ricardo Duarte - Internacional

O fraco desempenho no confronto de ida, no Chile, quase custou caro ao time brasileiro. Na ocasião, o adversário sul-americano venceu por 2 a 0 e abriu ótima vantagem para o confronto de volta.

Não bastasse isso, os chilenos saíram na frente nesta terça e obrigaram o Inter a reverter desvantagem de três gols para ficar com a vaga.

Classificado, o Inter aguardará o confronto entre Deportivo Cali (COL) e Melgar (PER), nesta quarta-feira, para saber quem será seu adversário nas quartas de final. No confronto de ida, na Colômbia, os times empataram por 0 a 0.

Com a bola rolando, o time gaúcho levou susto logo aos 12 minutos, quando o goleiro Daniel derrubou Lucero na área e a arbitragem marcou pênalti. Dois minutos depois, Gabriel Costa cobrou e mandou às redes. O goleiro até acertou o canto, mas não evitou o gol.

Apesar da desvantagem no placar e a situação muito mais delicada pela classificação, o Internacional não se abateu, partiu para cima do Colo-Colo e empatou aos 28 minutos. Alan Patrick aproveitou bola rebatida e finalizou forte, reacendendo a esperança dos torcedores na arquibancada.

O gol de empate desestabilizou o time chileno, que três minutos depois viu o Internacional virar o placar. Moisés recebeu no lado esquerdo, cruzou, a zaga afastou mal e Edenílson chutou sem chances de defesa para o goleiro Cortés.

Pela primeira vez na frente do placar, o Inter encaixou a marcação e viu o Colo-Colo ter dificuldades até mesmo para trocar passes. Melhor em campo, o time brasileiro fez o terceiro gol aos 14 minutos do segundo tempo, após Edenílson cobrar escanteio e Alemão cabecear na pequena área.

Com o terceiro gol, o quarto virou questão de tempo para o Inter, sobretudo pela superioridade demonstrada. E aconteceu aos 28 minutos, após Bustos lançar Pedro Henrique na área e o atacante finalizar para as redes. O lance foi revisado pelo VAR e validado pela arbitragem.

Com o placar que lhe garantia na próxima fase, o Inter administrou o resultado e manteve sua marcação bem postada, apenas aguardando o apito final para comemorar com seu torcedor, numa linda festa no Beira-Rio.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir